19 dezembro 2013

As 5 advogadas de valor acrescentado e salto alto

Maria do Rosario Mattos e associadas, as protagonistas do video do momento

O video viral do momento, traz todos os clichés da publicidade, mulheres bonitas a preto e branco em slow motion e saltos altos, imagens da vida na cidade de Lisboa, num tom cosmopolita e uma linguagem infalível, que se sobrepõe a qualquer infortúnio desta vida.

As 5 advogadas que se autopromovem utilizando todos os truques do livro de marketing sem qualquer inibição ou pudor, é considerado pouco ético pela ordem dos advogados, alvo de chacota nas temíveis redes sociais e um fenómeno de viralidade...

Podemos dizer que foi uma manobra de marketing com sucesso, se atendermos ao sector de negócio centrado na recuperação de créditos, estas cobradoras sem fraque de salto alto, terão em breve a agenda cheia de gente que as quererá ver "fazer acontecer" como o slogan que anunciam.

Há a ideia tácita em Portugal, que para ser-se bom profissional deve-se ser sisudo e desprovido de bom humor...
Algo completamente ultrapassado na era da comunicação e informação, onde o charme, o carisma, a simpatia e a empatia são fundamentais...
As soft skills.

Presumo que para a ordem dos advogados seja mais ético, estar no gabinete de manhã e na assembleia da república à tarde...
Elaborando legislação por conta, ou negociando em virtude da mesma...

Estas 5 advogadas elaboraram uma estratégia de marketing bem montada (talvez não seja o melhor verbo, a aplicar à estratégia da Rosário Mattos, uma verdadeira "cougar"...), que em nada ofende a profissão ou o consumidor...
Ao contrário das televisões nacionais que se tornaram verdadeiras feiras de pregão da publicidade enganosa das chamadas de valor acrescentado.
Das instituições bancárias e dos seus produtos financeiros de solidez inconsistente.
Ou até mesmo do relógio do irrevogável Portas para a despedida da troika...

São só 5 advogadas publicitando-se e aos seus serviços de forma irrepreensível, coisa que poucos conseguem fazer em Portugal.
Se esta fosse a nossa auto imagem cá dentro e lá fora, certamente teríamos um país bem melhor.

Mas preferimos todos a publicidade de vão de escada, os anúncios manhosos com letrinhas pequeninas e informação veiculada pela metade, só assim se explica o governo que ainda nos permitimos ter...

Recuperar créditos, parece ser profissão de sucesso, especialmente para mulheres...
Sexista?

Não fui eu que fiz um video com slow motions a preto e branco, saltos altos e cabelos ao vento em Lisboa.

O direito ao glamour ou cortar a direito?

Deixo-vos o video para analisarem






Sem comentários:

Enviar um comentário