27 setembro 2013

The unveil of the flow- Arte deitada a 90º

Arte deitada a 90º

A compreensão da dualidade, da treva e da luz, da emoção e da razão, do feminino e do masculino está representada, o apogeu deste perfeito estado de flow é a acção em consciência deste fenómeno de integração da mente.

Muitos são os mistérios que encerram tal pintura, explorável de varíadissimas formas, cada canto seu, conta uma história, pedaços inteiros de amálgamas de simbologia, que a 90 graus tomam as proporções de épico de sci-fi.

É notória a presença dos elementos imbutida nesta amálgama, fogo, terra, água e ar circulam livremente por toda a tela, contribuindo para a formação do  quinto elemento, a quintessência.

A visualização de uma civilização em planta vista do espaço.
Ou o que quiser ver... E conseguir relacionar com as suas próprias crenças e simbolos.
É um quadro equiparado ao melhor livro de histórias, com variantes acrílicas de metalizado e fluo à semelhança da evolução actual, inicio de século XXI.

O auspicioso e augusto caminho se apresenta, o circulo flui, tudo gira e tudo rola, a sombra e luz reconhecidas.

Diga-me... Como se sente?
Ou sente-se!
Mas a 90 graus...


Sem comentários:

Enviar um comentário