31 julho 2013

Ó povo não laves o Rio



Rio muito e a bom rir, quando ouço Rio zurzir como quem dá em milho verde, Menezes candidato ao Porto e a recém empossada Miss Swaps das finanças, os elos mais fracos de um executivo desmoronante e desmoralizante.

Ainda ousa dizer que estas questiúnculas minam a credibilidade partidária (como se ainda restasse alguma), o desdém por Menezes é inversamente proporcional ao amor que nutre por Rui Moreira o suposto independente, como se houvesse alma viva no Porto ou em Portugal que acredite que um verdadeiro independente ganhe a 2ª Câmara mais importante do país.

Rui Moreira provavelmente ganhará a autarquia, mas mais que o benéfico selo "independente" numa altura em que os partidos vivem fustigados pelas austeridades e medidas impopulares, Rui Moreira será bem ajudado por forças ocultas cuja independência é bem questionável...

E assisto ao povo maravilhado por ver um soberbo disfarçado de humilde zurzir os seus e aclamá-lo como homem de coragem, por dizer o que todos dizem... Com menos engulhos e espinhas!
É uma espécie de Alberto João do Porto, mas que agora se perfila para assaltar a liderança do PSD e candidatar-se a 1º ministro...

Todos sabemos que a nação se pela de amores por este tipo de perfil de líder, com tiques do tempo da União Nacional, pouco amigos da cultura e com um autoritarismo pouco recomendável numa suposta democracia.

Rio suscita algumas questões, não laváveis nem com pré lavagem a altas temperaturas...

Membro do comité Bilderberg em 2008.

Lembro-me do episódio Es.Col.A da Fontinha, onde a opção do Rio foi entaipar a escola ao invés de permitir o funcionamento de um espaço autogestionado que servia a comunidade.

A implosão das torres do Aleixo, para a especulação imobiliária com a ajuda preciosa do Espírito Santo e os milhões Salgados.

A preferência pelas corridas de automóveis, à feira do livro.

O episódio "Rio és um FDP", no guia de restaurantes do Porto... (Quando FDP é o partido liberal alemão ou um simples "fanático de pópós" que é factual!...)

Os 500 mil pagos ao escritório de advogados de Paulo Rangel.

E hoje para rematar, o bairro do Nicolau nas Fontainhas, foi despejado à força, que à semelhança do Aleixo tem a tão desejada vista para o Douro, tão interessante ao investimento imobiliário patrocinado pelo Bes.

Rui Moreira apesar de independente é o candidato da continuidade deste projecto...
Enquanto Rio prepara-se para voos mais altos.

Depois destes factores torna-se difícil lavar a imagem de Rui Rio sem ouvir a explicação para semelhantes decisões, como pré requisito para alguém que se prepara para avançar por aí fora...

Trata-se apenas de um mero pedido de esclarecimento, que todos os portugueses que o aplaudem por bacoradas soltas contra os membros mais frágeis do seu partido no executivo, deviam fazer antes do aplauso.
Miss swaps nem é do PSD e Menezes é apenas o rival eleitoral... Nem chega a ser uma questão de coragem da parte de Rio, mas simples defesa de interesses pessoais.

É que o Pacheco Pereira, fala bem mais contra o seu próprio partido e não vejo semelhante entusiasmo em torno da sua pessoa, porque será?

Ó povo não laves o Rio, que a comunicação social encarrega-se disso!


Adenda: 


O executivo, já reagiu, diz que não se lembra de ouvir Rio falar nos swaps do metro do Porto...
Comédia pura!

Sem comentários:

Enviar um comentário