18 dezembro 2012

A 3 dias do solstício... A transmutação da humanidade


Antes de tudo quero dizer que é para mim um privilégio e uma honra estar presente na 1ª fila e poder partilhar deste estádio da evolução humana...

É extraordinario poder testemunhar a sincronicidade de eventos, não há forma de saber como o universo jogará as suas cartas, mas consoante as nossas jogadas assim corresponde o universo... E não pára de surpreender.

Muitos de nós decidiram se afastar do ruído, numa busca interna, espiritual e desvendando a verdadeira conexão com a sua dimensão interior, permitiram-se remodelar o exterior...

Neste momento é isso que se trata... A capacidade de sincronizarmos os nossos pensamentos, através de emoções e estados artísticos, criativos e expressionistas para remodelar o mundo, recriá-lo para responder ao estádio de evolução da consciência humana...

Tudo o que não serve o propósito, tudo o que está obsoleto e ultrapassado, está votado ao colapso... Vide a dita economia...

Tudo isto porque a generalidade das pessoas alargou os limites da sua consciência para reinos maiores, para lugares de tolerância e compreensão além dos parâmetros habituais...

A ciência avança exponencialmente, na compreensão do micro e macrocosmos, tentando perceber as leis do universo enquanto as religiões viveram milénios empunhando apenas a frase :" Foi Deus"...

Uma teoria do "tudo", do universo e das leis universais que nos regem...

Mas se somos regidos por leis universais, onde fica o nosso livre arbítrio?
No nosso coração... Ao agirmos sobre o nosso maior estado de amor, alegria e entusiasmo, estamos a cumprir a nossa função primordial... A simples existência.

Ao percebermos que a realidade que nos rodeia é apenas um reflexo do nosso interior, podemos remodelar esse interior e imediatamente saltamos para uma dimensão paralela do multiverso, onde a nossa realidade coincide com o nosso novo ser transmutado...

A sincronicidade de eventos é apenas uma forma (extraordinária, por sinal...), de o universo mostrar que estamos online e no caminho certo, porque só conseguimos ver aquilo que o nosso coração procura...
Quando o aluno está pronto o mestre aparece... E como nesta dimensão somos todos mestres um dos outros, podemos facilmente concluir qque cada pessoa que se atravessa na nossa realidade traz consigo algo que permite acrescentar à nossa...
Enriquecendo a cada contacto, palavra, sorriso, interacção ou vislumbre...


Não tente mudar os outros, deixe os pensar aquilo que quiserem... Mude se antes a si próprio!
A sua realidade vai espelhar isso mesmo.

Lembre-se que aquilo que percepcionamos e definimos como "realidade" é apenas o somatório dos nossos escassos sentidos, um pouco como pedir a um grão de areia no deserto para descrever a totalidade do planeta...
Na perspectiva do grão de areia do deserto, só há areia... Talvez porque nunca tenha visto o oceano como os seus irmãos que estão no areal da praia.

Dia 21 de Dezembro fecha um conjunto de ciclos planetários maiores e menores, onde nos últimos 13 mil anos, tivémos que evoluir "à força" chegando à consciência de cristo, Maytreya, Moisés, Maomé, Osíris, Buda e todos os mestres ascendidos que contemplaram a fusão e integração das polaridades cerebrais...
Previligiando de igual modo a intuição criativa do lado feminino e a lógica dos sentidos do lado masculino.

É tempo de entusiasmo, de alargarmos a nossa compreensão do desconhecido sem temores e deixar ruir tudo o que faz parte do velho mundo e dos velhos costumes, para dar lugar ao novo e inovador mundo.
Não há limites de qualquer espécie, escolha o que quer e terá?

21 de Dezembro é uma data que ilustra o fenómeno da fénix renascida de cinzas, das trevas, do véu da realidade restrita aos sentidos físicos...

E os sonhos?
Esses são permanentes, constantes, reais e pedaços de uma ou várias existências que se completam numa complexidade simples.
Como um puzzle infinito que descreve as aventuras de uma alma, de uma essência, transmutada vezes sem conta pelo universo enquanto bebe tragos ávidos da fonte única e universal do conhecimento e sabedoria.

Sempre que nasce uma criança é Natal...
O colectivo humano está a renascer.


Sem comentários:

Enviar um comentário