17 setembro 2012

15 de Setembro já é feriado?



Emocionaram-me certas imagens do 15 de Setembro, pela coragem, pacifismo, liberdade e inteligência de mais de 1 milhão de Portugueses, que por todo o país, saiu à rua.
Um verdadeiro veto da sociedade civil, que se "reuniu em conselho" para responder ao "comunicado atabalhoado" do coelho acerca da TSU (No cu!?).
Depois disso, dera coelho outra entrevista (cavando a toca mais fundo), sendo precedido por um "comunicado violentíssimo" da oposição de Seguro, que foi no mínimo doloroso a assistir, tal era o postiço do discurso!
A sociedade Civil agendou o conselho geral para 15 de Setembro e a posição foi unânime.

Basta!

Depois disso, falaram Melo e Portas do conselho CDS, atiram lama ao coelho, que irá reunir em conselho PSD para responder.

Entretanto reúne o conselho de estado, que é uma espécie de Cavaquistão 2.0...
Onde se discute a probabilidade de um golpe de estado presidencial, mas onde os distúrbios não foram suficientes para activar o "estado de emergência".

Em cada passo que dá, a política nacional, afunda e amesquinha, perdidos em jogos de corte, com reis e rainhas, príncipes e princesas...
Uma verdadeira novela royale...

As forças de segurança, tiveram um excelente desempenho, à excepção dos episódios na AR, onde subiu um pouco a tensão, mas nada de grave.
A delegação do FMI, levou com tomatina à la Bunol, sinal claro do apreço dos Portugueses em geral!

O grupo de comunicação Balsemão, vende notícias que se farta, enquanto força uma remodelação no governo, à bruta, sempre em favor da casa Bilderberg.

Para a Europa tanto faz...
Desde que se governe em maioria para poder extorquir e andar na negociata, tudo bem!

Este governo dura, até ser preparada uma alternativa credível para a sua substituição.
Antes da queda do "governo morto", vem uma remodelação governamental que colocará as pessoas certas os lugares certos, forçando o 2º pacote de ajuda externa da infâme troika.

Há ainda umas autárquicas, que prometem, dar que falar, com os protagonistas do costume já alinhados na casa da partida, depois de umas trocas prévias.

Mas nada disso importa...
A sociedade civil, uniu-se a 15 de Setembro e deu um veto claro, às políticas e a todos os protagonistas sem excepção.

Seja lá qual for o governo em funções, o modo de actuar será semelhante, por uma razão simples:
O dinheiro surge por geração espontânea num qualquer banco e dá migalhas a crédito com juros. 
E ninguém vê saída nisto...!? Bancos a enriquecerem ilicitamente...!?

Nós somos chamados a pagar, aquilo a que chamam "União Europeia", porque decidiram inundar o nosso mercado, formando clientes de crédito ávidos, para poderem comprar o que os desenvolvidos vendem...
É bonito sim senhor, mas não se chama "União".
E não faz diferença que a UE tenha como hino, o hino da Alegria.
A sociedade civil, não quer este modelo de Europa, onde só somos chamados a contribuir para o império.

Depois de ver 1 milhão de Portugueses, solidários numa condição comum, arrepio-me ao pensar na maior mole humana e na corrente de sentimento presente, as energias a fluir...
Foi lindo de ser ver e são estas coisas que me dão orgulho tremendo de ser Português.
Dia 15 de Setembro, já é feriado!?





Sem comentários:

Enviar um comentário