16 agosto 2012

Rentrée no Pontal... Da pilinha!

"Espetadoras" do Pontal, visivelmente descontentes com o tamanho do coiso!

 O PSD voltou e Passos Coelho também...
Foi consumada a rentrée laranja no novo ano político.

Do calçadão da Quarteira, lugar de social democracia. 
Para um salão de festas de um parque aquático!
E o evento torna-se numa simples reunião de banhadas, banhos e banhistas...

À porta fechada, porque esta social democracia, que não sendo uma coisa nem outra, lida mal com a VOX Pop. Não condizente com as cores da estação.

Passos falou, falou e falou... 
Durante 45 minutos, esteve para ali o homem a verborrear.
E repetiu todo o somatório de "slogans políticos" do último ano, parcela por parcela.
Foi doloroso, totalmente infrutífero e desinspirador (Mesmo para o próprio PSD...).

Nada de novo, apenas os costumeiros ditâmes...
Uma palavra de esperança, num discurso pejado de lodo.
O eterno inimigo ausente de Paris... 
Que não é inimigo, nem está ausente.

O mesmo apelo pequenino, burocrata e contraproducente que caracteriza o panorama político em ruína

No Pontal (da pilinha...), pairaram imensos espectros, fantasmas, assombrações e nem tudo foram rosas (mas alguns foram vistos a pairar).

A inexistente licenciatura de Relvas

J.Miguel Júdice afirmou, que o assunto, não deve ser motivo suficiente para a demissão de um ministro...
Acho normal este comportamento... Eu diria o mesmo de um colega de escola.
Se é certo que, uma licenciatura não é condição sine qua non para exercer cargo público, então não havia necessidade de recorrer às novas oportunidades

Portas, viu-se enredado na história dos submarinos...
Com Aguiar Branco e Santos Silva a desempenharem o sketch dos gato fedorento "o papel? Qual papel?"...
Dependendo da insistência mediática, pode ser desgastante para o CDS, ou simples pré campanha para as autárquicas, tanto faz e nisto de aparecer, tudo serve!
É a publicidade...

O expresso e o público andam num afã... Há que fazer render o peixe, há ministros a demitir.
E até a Moura Guedes, aparece em manifs às segundas.

Tudo igual em Portugal...!
Fiquei desiludido, tinham-me dito (e jurado!) que Passos Coelho vinha mais forte...

Foi essencialmente desnecessário para os algarvios com a A22 e redundante para um país que despreza a prestação deste governo... Talvez por sermos tantos, tenha sido à porta fechada em parque aquático!

Havia lá peixe que se acha graúdo, mas não passa de taínha.

Nem rentrée, (porque o discurso foi sans sortie), nem Pontal...
Só se for da pilinha, porque social democracia, não é!
E pela cara da Xena, o Pontal da pilinha não é grande coisa...!
António Costa a "ver se cola" e Seguro inseguro como costume.
Assis aguarda na box a conjuntura planetária, para sair à rua e a próxima novela é o Orçamento 2013.

O regabofe continua... Mas só enquanto nós Portugueses, quisermos e permitirmos...:-)

Muito grato pelos presentes em trânsito Natal.

Sem comentários:

Enviar um comentário