01 junho 2012

São Lázaro 94 atesta o estado policial de Portugal

Tal como a música de Sérgio Godinho... Acesso bloqueado


Só fará sentido falar em propriedade privada, se o proprietário for cuidador da mesma...
Se o proprietário é o estado, então é propriedade de todos nós...Ou não?
Ora, se a propriedade privada está abandonada, não serve nada nem ninguém, será porventura justo que alguém reclame essa propriedade e se proponha a fazer algo construtivo com ela?

Este é o precedente que está em causa...

É isto que o sistema não reconhece, por colocar em perigo a própria existência do sistema e das suas raízes...

Se fossemos todos altruístas? Como seria?
A generalidade das pessoas, perceberia que não precisa de burocratas ou tecnocratas para gerir os seus destinos...
É louvável a caridade e o voluntariado... Já a acção social e a ocupação, são actos de vandalismo, mesmo que visem ajudar pessoas em efectiva carência de meios...

Assistimos impávidos à completa desumanização de cidades, em detrimento de estradas, bancos e parques de estacionamento...
Ao mesmo tempo os subúrbios fervilham de especulação imobiliária... E os prédios nascem como cogumelos!

As cidades deixaram de ser um local para pessoas...
Apenas para carros e actividades comerciais, tudo o que perturbe esta ordem de ideias, vai contra o sistema imposto...
E como tal, tem que ser eliminado!

São Lázaro 94, foi um projecto criado em solidariedade (e nos mesmos moldes), que a Es.Col.A da Fontinha...
Receberam ordem de despejo, até dia 16 de Maio pela Câmara de Lisboa...
Conseguiram interpor uma providência cautelar em tribunal contra a acção de despejo.
O vídeo abaixo mostra a actuação da policia, cagando de alto para a providências cautelares...

Será justo que numa altura em que milhares de famílias entregam a casa ao banco, ou que existe uma infinidade de sem abrigo neste país, se possam juntar para reabilitar espaços que o sistema abandonou, por não serem lucrativos ou por interessar a alguém que assim estejam?

Tirem as vossas próprias conclusões, mas alguma coisa vai muito mal nesta sociedade intolerante

Experimentem usar aventais...

Sem comentários:

Enviar um comentário