10 junho 2012

Chuva, falta de gel e muita tranquilidade


Portugal estreou-se no euro 2012 contra a Alemanha e extravazou todas as expectativas ao perder!

Ouviu-se a lenga lenga costumeira da "falta de sorte", que fomos dignos e jogámos bom futebol apesar de falhar na concretização...

Pois é, mas no futebol ganha quem marca mais golos e à Alemanha bastou um apenas, para arrumar os fantásticos, inigualáveis e endeusados tugas da selecção...

Consta-se que Durão Barroso tentou negociar o resultado da partida com Angela Merkel, mas a meio da sua sustentada argumentação, utilizou o termo "eurobonds"... Foi o caos absoluto!

Nein, nein e nein... E ouviu-se um "scheisse e o catano..."

A península Ibérica foi arrasada...

Enquanto Portugal era derrotado pela Alemanha, evento previsto por um polvo, que partilhava casa com duas santolas e quatro lagostas numa marisqueira de Alcabideche...

A Espanha entregava a sua rendição e pedia ajuda externa, 100 000 milhões de euros!

Matar dois coelhos, durante um jogo só...

Portugal enviou duas bolas à trave, falhou lances de encostar o pé e nem as artes marciais de Bruno Alves nos safaram da selecção do império...

O polvo já nos tinha traçado a sina... O eterno fado lusitano.

Tudo é facilmente explanável com presença de chuva, que desfez os penteados aos meninos e reduziu substancialmente a concentração de gel nas cabeças, eliminando por completo o atrito e ao mesmo tempo a possibilidade de executar capazmente lances de cabeça que resultassem em golo...
Sem o gel, não se consegue dar efeito desejado...

Excepto na Alemanha, claro!
Sem gel e de cabeça, o Mário Gomez, arrumou com a questão dos 3 pontos!

Mas o europeu de futebol 2012 Polónia- Ucrânia tem dado muito que falar...

Na Ucrânia, o bunga-bunga é o desporto rei, tanto...
Que as Femen para se manifestarem contra o evento, tem que tirar a roupa primeiro!

Acho piada ao "activismo em pelota"
Mas não tanto, como abrigar animais vadios em valas comuns!
 A ideia que na Polónia e Ucrânia andam a "brincar aos estádios de futebol" como nós andámos em 2004... E o resultadão que isso deu!

Lá para 2020, pode ser a Alemanha contribua com uma "ajudinha externa" à Polónia e Ucrânia, expandindo o império.

Nessa altura, as manifestações da Femen, serão menos emocionantes, acorrendo aos efeitos continuados da gravidade  nas extremidades mamilares...

Talvez nessa altura, a selecção nacional tenha outra maturidade, que não mostrou hoje...
Basta querer e acreditar que é possível ganhar!

Portugal não acreditou contra a Alemanha...
(E quanto tempo mais esperaremos nós, até que acredite?)

O contágio negativista, atingiu a Espanha...100 000 milhões de vezes
(Vezes que empilhadas dão para ir à lua... pelo menos duas vezes... Mas vezes que não existem, parece paradoxo, mas não é... Ao que parece chamam-lhe economia, finanças e mercados...).

Vamos chamar as Femen?
É sempre gratificante ver seios...

Mas citando o grande filósofo e pensador, Paulo Bento...


Perdemos com tranquilidade... Mas hoje a selecção não merece bunga-bunga!











Sem comentários:

Enviar um comentário