22 maio 2012

Precários inflexíveis em luta com o Rei (dos precários) BF


Um tribunal de Lisboa, obrigou hoje o blogue dos precários inflexíveis, a apagar cerca de 350 comentários, sobre uma denúncia feita num post acerca da metodologia de trabalho BF (Barcelos & Fonseca), numa das suas infinitas subsidiárias, cujo nome é Axes Market.

É um duelo engraçado de típico, David e Golias, algo que me fascina imenso pela simples possibilidade do "pequenote" poder derrotar o gigante...
Tal como o simples "estudante amansara o leão" na taça de Portugal!

Neste duelo, temos um movimento civil que contesta a precariedade, fruto das leis capitalistas.
Do outro lado da trincheira, o grupo empresarial que melhor aplica as leis capitalistas no terreno, num esquema piramidal cujos lucros são astronómicos e inimagináveis.

Os precários inflexíveis, vão contestar da decisão do tribunal, alegando a liberdade de expressão...
Ao mesmo tempo que o ministro Relvas a tenta esfolar...

Confesso que me causa uma certa simpatia este caso!

Antes de ser proprietário da tasca Farplex, trabalhei uns meses numa das infinitas subsidiárias da BF...

Vou dar o meu testemunho e cada um tirará as conclusões que quiser.

Primeiro convém perceber o que é a BF... A Barcelos & Fonseca, começou no Canadá, derivada de uma similar americana, Jorge Fonseca trouxe a ideia para Portugal há cerca de 25 anos.
Inicialmente faziam venda directa de produtos na rua, ou porta a porta...
(O que fazem os marroquinos, mas com a obrigatoriedade de vestir gravata e umas aulas de marketing a sério.)
Recrutam sempre, até o escritório chegar a um número crítico de promotores de vendas e de equipas...
E aí divide-se em dois, como as bactérias em mitose, a empresa mãe financia a abertura de um novo escritório, que pagará comissões de vendas à casa mãe...Até à 5ª linha!
O objectivo desta empresa, é apenas abrir o máximo de centros de vendedores porta a porta...
Invadindo o país todo enquanto fazem angariação de clientes em força "à pazada", não importa a qualidade, importa sim, elevada taxa de penetração no mercado... Quantos mais fizerem isto, melhor!

Isto é fantástico para todos os grandes grupos (PT, Oni, Novis, EDP, Optimus, Tele 2, Galp são alguns exemplos de empresas), e quase todos os que querem uma boa carteira de clientes em tempo recorde.

Na BF cada vendedor é visto como um potencial líder empreendedor, um gerente capaz de gerir uma rede de negócios (escritórios cheios de vendedores), através dos seus métodos infalíveis fazendo-os vender para a sua própria prosperidade...
Esta é a desculpa, para te fazer assinar um contrato manhoso de confidencialidade, ao mesmo tempo que estás a recibos verdes e és trabalhador independente, não tens direito a nada, apenas uma comissão sobre os contratos que fizeres, se não fizeres, não ganhas puto... Ainda gastas, porque é tudo à tua conta!

É precário, claro que é...
As vendas nem sempre são boas, mas na BF a pressão por resultados é constante, objectivos diários, semanais e mensais... Promotores da semana e um ambiente espicaçado de competição declarada...
O herói do dia tem oportunidade de discursar no dia seguinte, perante os colegas!

Ou perante 400 pessoas numa convenção num hotel de 5 estrelas...

Uns aguentam a pressão outros não e aqui, muitos se perdem, ao distorcerem o método de tal forma que fazem  tudo o que for necessário para apresentar resultados...
Alguns levam a sua avante e tem o seu escritório... E aí já jorra dinheiro a sério, ser um bom líder significa apenas gerir as pessoas que vendem para ti e sempre que possível pôr mais gente a fazê-lo...!
Simples progressão geométrica...

Mas nem tudo é mau... Depois de conhecer as metodologias de vendas da BF e aplicá-las no terreno, o mundo do marketing torna-se transparente e nunca mais ninguém te vende nada na vida da mesma maneira... Sem que tu queiras, por impulso!
Os truques do marketing interpessoal, são uma ferramenta diabólica, que a BF ensina muito bem e uma ferramenta de evolução pessoal de valor incálculavel.
Claro que a lavagem ao cérebro é constante...

Chega-se de manhã, a música está alta, o pessoal cumprimenta-se entusiasticamente, dançam até chegar ao briefing onde o gerente dá uma pequena palestra sobre os mandamentos... Confesso que é um bocado ritualístico tipo maçonaria!
5 passos, 8 passos e 4 impulsos... As leis de base das vendas da BF!

Grita-se JUICE (Join Us In the Corporation Entusiasticly) e ao final do dia se cumprirmos o objectivo diário, toca-se o sino (literalmente, há um sino em cada escritório), alguns escritórios tem um "bong" um sino maior que corresponde a um objectivo estipulado acima do sino!

O comportamento é similar a uma seita, o esquema é piramidal e para quem se esquecer da consciência em casa, pode ganhar-se muito dinheiro...
Ou podes apanhar um fdp qualquer que não te pague os contratos que fizeste, tanto faz...

Para mim que só conheci trabalhos precários na vida, este foi apenas mais um...
Podes ganhar muito dinheiro, pagar para trabalhar ou adoecer a tentar, vi os 3 casos acontecerem!
O escritório onde eu trabalhei fechou, pouco tempo depois de ter saído e percebido que o meu lugar não era ali!

Acho que só quis mesmo as aulas de "marketing guerrilha", que valem mesmo a pena...

Resumindo: A BF protagoniza o capitalismo piramidal em todo o seu esplendor, ganha dinheiro a rodos, manipula e influencia, cujos os anúncios "oferecendo oportunidades" são muito fáceis de identificar em todos os jornais diariamente ...
Os precários inflexíveis infelizmente precisam do dinheiro e de trabalho que não seja precário!
A justiça que só funciona com dinheiro, está do lado habitual...

O Farplex propõe o melhor dos dois mundos...!

Que tal afixar na tasca Farplex os mandamentos do marketing BF?
Assim os precários ficariam quase impermeáveis a vendas e dotados de uma poderosa consciência crítica no domínio do marketing directo!

O que é que acham?
Se pedirem muito eu explico...;-)





Sem comentários:

Enviar um comentário