21 maio 2012

Jorge Palma e os Globos Doiro 2008 e 2012


Ontem foi a noite dos Globos Doiro na Sic...
A 17ª edição da coisa mais previsível que há, mas a populaça gosta de ver os pseudo famosos da chinela, resvalarem pela "red carpet"...
É uma espécie de festa de Natal da empresa, convidam-se os funcionários, bajula-se o patrão e promove-se a "brigada do croquete".

É um exercício giro de civilidade à la Hollywood, que gostamos de fazer para mostrar que somos evoluídos como nação.
As caras são invariavelmente as mesmas, com flutuações apenas nas concentrações de botoxes e silicones...

Lili Caneças afirmava ter estado em todas as edições do evento, todas todas... Excepto uma, por causa do peeling...

A noite acabou com a entrega do prémio excelência a Balsemão, com uma linda e enternecedora montagem de video, feita ao patrão da Sic a puxar a lagriminha, onde curiosamente não se falava de Bilderberg, apenas se branqueavam as virtudes do chefe!
(Um pouco como o Farplex atribuir a magnanimidade da sua existência a Tiago Mouta, redundante e desnecessário para os mais atentos...)

Mas o momento alto dos Globos Doiro 2012, ficou a cargo de Jorge Palma...

O génio musical, permanente intoxicado, protagoniza o mais genuíno dos Globos Doiro 2012, ao contrário de toda uma cerimónia postiça, artificial e fingida, o cantor mantém-se fiel ao seu registo!
Frágil? Não...

Deixa-me rir... E já agora, dá-me lume!
És grande Jorge Palma!
Fica a edição do evento em 2012 e em 2008, para compararem e perceber que Globos Doiro, só com Jorge Palma!

Tudo o resto é demasiadamente enfadonho, postiço e completamente irrelevante...




Sem comentários:

Enviar um comentário