03 maio 2012

Dividir para conquistar


Eu não fui ao simulacro do fim do mundo a 50%!
Mas compreendo perfeitamente quem foi...
Aparentemente é vantajoso comprar a metade do preço.
Mas quando vai às compras gasta habitualmente 100 euros? Se sim, óptimo...
Se não... Na melhor das hipóteses, não poupou, gastou apenas 50 euros!

O que me assusta verdadeiramente, é o desespero das pessoas, por bens de 1ª necessidade.
Mais do que marcas, promoções ou dias de contestação e direitos...

Claro que haverá quem defenda a contestação, quem defenda o extraordinário negócio feito à pala desta campanha e quem precise de comer...

Se comer é imprescindível para sobreviver...
Reivindicar é imprescindível para sair deste buraco escuro de negatividade sem fim...
E os lucros são imprescindíveis para manter o sistema a funcionar!
Tudo será preciso...

Claro que aqui na tasca gozamos com tudo, desde as tácticas de sobrevivência, ao buraco escuro da economia e os lucros inexplicáveis dos donos de Portugal.

Usar a fome escondida para evitar a contestação ou fazer lucro, é simplesmente ignóbil.
Quem comprou, trabalhou, reivindicou ou lucrou fez apenas o que a sua consciência, necessidade e/ou liberdade permitiram...
Mas não posso deixar de  notar, que quem lucrou, fez trabalhar e comprar, gerou tumultos e violência, intolerância e dividiu o povo enquanto "juntava as massas"...
Nada mais!

E todos sabemos que no "juntar das massas" é que está o ganho, por isso vamos nos juntar para uma campanha 100% num qualquer supermercado perto de si!
Se for no 13 de Maio, será que as pessoas ainda vão a Fátima?




6 comentários:

  1. 1. A moralidade marxista permite ao esquerdista dizer uma coisa e o seu contrário sem perda de legitimidade. Ou seja, a vulgata marxista transforma a verdade numa coisa plástica, adaptável a cada contexto táctico. Até há uns dias, ainda não tinha percebido bem esta lição do mestre. Mas agora acho que já percebo, e vou demonstrá-lo com um exercício mui científico.

    2. Pingo Doce não faz descontos ou promoções. Reação dos donos da justiça social e da pureza de coração? Eis a prova da insensibilidade social dos porcos capitalistas.

    3. Pingo Doce faz um desconto de 5%. Reação dos justos? Os porcos capitalistas estão a gozar com o povo. Tendo em conta os seus lucros, o Pingo Doce podia fazer promoções com valores superiores, estilo 20%, 30% e quiçá 50%. Que desumanidade.

    4. Pingo Doce faz desconto de 10%. Reações dos donos da bondade? Os capitalistas continuam a gozar com o povo. Promoção de 10%? Mais valia estarem quietos. Isto é andar a brincar com as pessoas. Que insensibilidade.

    5. Pingo Doce faz desconto de 30%. Reação dos donos da verdade? A pocilga capitalista está a tentar enganar o povo com esta falsa bondade. Quem é que eles pensam que enganam? O Pingo Doce tem os armazéns cheios de coisas velhas, logo, está a tentar esvaziá-los à custa das pessoas. Não se deixem enganar. A desumanidade não passará.

    6. Pingo Doce faz desconto de 50%. Reação dos donos da Humanidade? Que coisa desumana. Até me apetece vomitar perante tamanha malvadeza. Nesta altura de crise, fazer descontos de 50% é andar a gozar com as pessoas. Aliás, isto já não são pessoas, mas sim mortos-vivos a consumir sem propósito. A minha alma humanista está chocada. O meu amor pela Humanidade está de luto. Chorem comigo, por favor.

    7. Pingo Doce faz descontos de 60%. Reação daqueles-que-falam-em-nome-da-Pobreza-sem-nunca-terem-conhecido-um-pobre? Eis o Apocalipse, meus senhores. O Pingo Doce não pode fazer saldos. Os saldos são para coisas cool e trendy como um ipad, e não para coisas pindéricas como um pacote de fraldas. E, já que estamos aqui, os saldos deviam ser proibidos pela lei. Se uma promoção de 50% é um atentado à humanidade, os saldos constituem um genocídio perpetrado por esse monstro totalitário chamado a exploração-do-homem-pelo-homem.

    8. Pingo Doce faz fundação inovadora que estuda o país como ninguém. Reação dos justiceiros que adoram o Pobre em abstracto? Continuem a chorar comigo, por favor. Esta é mais uma ofensiva do capital, desta vez no campo do conhecimento, meus deus. Este tipo de recolha de dados e de estudo deve ser feito por um instituto público e nunca por uma fundação privada, meus deus, que ainda por cima, meus deus, é financiada por um merceeiro.

    9. Dono do Pingo Doce doa parte da fortuna para a edificação de uma fundação que estará na vanguarda do combate ao cancro. Reação dos santos progressistas? Eis a manipulação derradeira do capital. No final da vida, o capitalista quer dar uma indulgência à sociedade que explorou durante décadas. Não se deixem enganar. Um capitalista é um pulha sem salvação.

    10. Moral da história? Faça o que fizer, o Pingo Doce é desumano. A presunção de superioridade moral dos santos progressistas assim o exige.

    ResponderEliminar
  2. http://expresso.sapo.pt/henrique-raposo-a-tempo-e-a-desmodo=s25269

    A não ser que seja o próprio Henrique Raposo, o anónimo incorre em plágio (como se isso fosse sequer possível...)!
    Se for o próprio, tenho a dizer-lhe que não sou eu que sou pago para escrever...
    Talvez devesse ser, mas não sou!
    Finalmente, já ouviu falar em links?

    Desumano, é haver quem defenda com unhas e dentes os produtores e promotores do dinheiro, que sonegam condições de vida em dignidade ao cidadão, quando existem recursos mais que suficientes para todos!

    Mas não se incomode comigo...
    Eu não tenho dinheiro e as promoções Farplex são sempre a 100%!

    Bem haja e relaxe

    ResponderEliminar
  3. Então em 10 pontinhos do mister fox, não tem resposta para 1?

    ResponderEliminar
  4. Não posso responder... Nem sequer li Marx (e desconfio que o Henrique também não...)
    Também não acho muita piada a Trotsky... Mas gosto de Thoreau.
    Em contrapartida, li o "1984" e o "Animal farm" (mais conhecido como o triunfo dos porcos) de Orwell...
    E tanto quanto sei, Orwell também não achava muita piada a comunistas...
    Porcos capitalistas ou comunistas, não deixam de ser porcos.

    Mas se pedir muito eu faço-lhe uma rábula para se rir acerca dos 10 pontinhos... 100% grátis!

    Relaxe e guarde os tirinhos para alguém que se importe com eles.

    ResponderEliminar
  5. Não se preocupe que o Henrique leu.

    ResponderEliminar
  6. Eu disse que "desconfiava", não o posso afirmar não conheço o Henrique...
    Mas o anónimo fala com a certeza do próprio, pelo que poderia assumir identidade sem qualquer pejo (deixo ao seu critério!)...
    Por aqui debatemos com todo o espectro político e popular, sem descriminar!
    Já tinha lido este texto ontem, não concordo com ele, acho-o fundamentalmente tendencioso...
    Porque ignora a pressão social em que se vive neste país, fruto das sucessivas e castrantes políticas de esquerdas e direitas, centrando-se apenas nas leis selváticas dos mercados!
    A minha postura perante esquerdas e direitas é simples...

    Tal como os olhos, precisamos de ambos para ver em profundidade.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar