02 abril 2012

A revolução Farplex está a acontecer, já a do Passos...


Abril 2012, nota-se uma dissonância crescente em Portugal, sobretudo dentro dos corredores do poder...

Passos viu as suas moções em congresso chumbarem, depois de impedir a passagem à JSD (de onde o próprio veio), negando-lhe poderes...

Portas vê a sua disciplina de voto furada, por Ribeiro e Castro quando votou contra a eliminação do feriado do 1º Dezembro...

Seguro quer "segurar-se" no PS até haver eleições, granjeando apoios nas camadas inferiores e "insegurizando" os barões do PS e respectivos Sócretinos, prontos para limpar a cena do crime...
Com António Costa rival directo e muita gente à espera de entrar em cena que aguarda impaciente nos bastidores!
O Professor Marcelo, praticou "tiro ao Seguro" e havia um cheiro a aventais no ar...

Aguiar Branco renegoceia os fantásticos Pandurs de Paulo Portas em 2004, com o mesmo escritório de advogados... Afinal só vieram metade dos Pandurs...
Há promoções militares a fazer para "segurar as tropas" e as vozes incómodas acerca de golpes de estado, também...
Portas com o rabinho muito preso, não se mostra e coordena os seus ministros e a sua agenda... O Pedro "lambreta audi" Soares já eliminou o RSI, a seca da Assunção continua, e Portas pouco tempo passa em Portugal, coordenando à distância...

O relatório das polícias e respectivas declarações do ministro Miguel Macedo, relativamente aos procedimentos caceteiros do 22 de Março aos fotojornalistas... No pasa nada!
A marca Agent Provocateur... Nunca fez tanto sentido!

Paulo Macedo desumaniza a saúde, centralizando serviços num contexto de redução drástica da mobilidade dos cidadãos...
Os números assustadores da mortalidade em Portugal prendem-se com a deterioração acelerada da economia e dos serviços públicos aliados à falta de meios económicos por parte dos cidadãos em detrimento de bancos e grandes empresas a quem tudo é permitido...

Miguel Relvas, (quer) controla(r) desporto, media, executivo, território, freguesias... Muita areia para uma camioneta só... Vai-se espetar, oxalá o avental o safe...

O ministro Álvaro, absolutamente trucidado pela realidade Portuguesa (não lhe vamos chamar "política"...), já perdeu tudo em toda a linha, foi o QREN, a luta com as rendas da EDP ( onde "saltou fora" do executivo, o Henrique por motivos familiares), o TGV (que não sendo necessário, será preciso indemnizar muita gente pela sua NÃO EXECUÇÃO...), o galopante e preocupante desemprego ao qual o único conselho é a óbvia emigração...
Álvaro já nem tenta nada com a Galp e com o sector dos combustíveis cuja carga fiscal para o estado é cerca de 50%...

Paga a gasolina a 2 euros o litro...1 é para o estado
Não me admira que suba de preço a cada 30 segundos, o governo não sabe onde ir buscar mais dinheiro...

O engraçado disto, é que chegámos aquele limite existente, onde a cobrança se torna impossível...
O mesmo resultado com as Scut´s... Menos trânsito, menos receita, condutores fazem percursos alternativos pelas nacionais, mais engarrafamentos, mais perda de tempo no trânsito, menos produtividade, mais sinistralidade rodoviária...
Multas excessivas e abomináveis, a quem já nada tem... Pagar multas ou comer!? Devem-se achar lá no desgoverno...
180 euros de RSI é viver à grande?
E quem mentir no IRS (que é um acrónimo de RSI...) vai preso...Ahahahahhahahahah
O pagode à direita neoliberal é total... Este executivo perdeu completamente o tino, a noção de ridículo não os assiste e Portugal clama por alguém que ouse colocar um travão nisto (Atenção: É assim que surgem as ditaduras, com um Messias!)...

Podem tentar tirar tudo às pessoas, mas duvido que consigam...
O Zé Povinho conviveu sempre, com uma realidade "desenrascada" que nenhum governo ou sistema consegue quebrar ou descortinar...

Mal vai a democracia, quando os governantes...
...governam de costas, para o povo soberano!

E o povo português?
É o inimigo declarado do estado, que o governo pretende abater em favor do Projecto Europeu...
Dar-nos como alimento, mão de obra barata e alienando património e serviços (como se de sarna se tratasse...), à Alemanha, aos EUA, à China...À banca internacional, que em breve será mundial (O MEE começa a funcionar em Junho...)
O português sobrevive porque nunca desistiu ao longo de 900 anos de história!

Percebe-se que dentro dos partidos e na sociedade em geral, existe um grau elevado de repulsa perante as políticas Europeias, personificados em grande medida por Merkel e Sarkozy, acrescendo a estes a famosa troika...
Esta ingerência maníaca da Europa, que julga saber o que é melhor para Portugal, melhor do que os próprios Portugueses... Deixa-me os cabelos em pé, a mim e a muitos outros!


Sempre que se fala em crise de Portugal com mais de quarenta anos, se fala no desmantelar do aparelho produtivo dos anos 90, em pleno Cavaquistão...
Neste momento com o Coelhismo, estamos a desmantelar todas as infraestruturas básicas de um País desenvolvido!
Um pouco como recuar os tais 40 anos... Ao tempo do outro senhor dos produtos regionais de Santa Comba Dão!

O que existe neste momento, pode ser um turning point na cena política nacional...

Pense numa base alargada de políticos de todos os partidos e cidadãos, que retiram a legitimidade deste governo, caso não seja suspenso o memorando da troika!

A queda brutal da execução orçamental deste executivo, torna óbvio o fracasso da austeridade e das medidas de "bom aluno Europeu", muita gente especula forte em redor da nossa miséria e o iluminado, seríssimo e nauseante Vítor Gaspar, não se apercebe dos constantes garrotes que impõe a uma economia sempre sangrante, que vive apenas de transfusões!

Existe muita alma neste país a questionar a autoridade e os interesses de líderes não eleitos de Bruxelas, de bancos e agências de rating...

Portugal está neste momento, numa "falência controlada" ...
Nem mesmo as conversas de Vitor Gaspar e Ollie Rehn no Ecofin (apesar de não haver microfones da TVI por perto...), escapam... Quando Vítor Constâncio, vice presidente do BCE, afirma que Portugal está pronto para a 2ª (des)ajuda externa...
Venha agiotagem... ou não!

Somos cada vez mais em todos os estratos da sociedade (inclusivamente nos partidos do governo e no próprio governo!), a não querer este modelo Europeu de líderes impostos!
Somos MESMO muitos...

O que me leva a concluir que a Revolução Farplex está a acontecer...
Já revolução silenciosa que o Passos anunciou no congresso laranja, é apenas "entregar o ouro ao bandido...", ou há alguém que consiga explicar o BPN!?

Claro que isto é só um ponto de vista... Mas a Revolução continua a crescer e a alastrar!
Porquê?

Sem comentários:

Enviar um comentário