30 abril 2012

Farplex ajuda Passos no domínio do protagonismo


A cibertasca Farplex decide ajudar Passos Coelho a obter o protagonismo necessário, para ensombrar os capitães de Abril e Mário Soares!
Depois de ouvir o Marcelo "espezinhar tendenciosamente" o 1º ministro, na sua lavagem de roupa suja semanal, ao dizer que "Passos é que necessita de protagonismo por ser aquele que ainda não figura na história de Portugal"...

Confesso que achei fundamentalmente injusto...
Passos ficará para a história como "mais mentiroso que Sócrates" (Apesar de parecer um feito impossível de cumprir há apenas 1 ano atrás...) e como pior 1º ministro de sempre em Portugal!

Alguém sem visão, simplesmente cumprindo ordens da banca internacional, da Merkelândia, da troika, do Gaspar e do Relvas... No fundo, um "menino zarolho"...

Continua a dar tiros no pé de forma insistente, com a apresentação da nova versão do PEC, algo que em tempos serviu para derrubar outro executivo, quando ainda só íamos na versão 4 da coisa...
Agora como sai uma versão nova do PEC a cada duas horas, mudaram-lhe o nome...
Algo que já foi previsto cá na cibertasca há mais de um ano... Ora veja o ponto 17...

O "menino zarolho" insiste ainda em fazer previsões acerca dos subsídios roubados...
E especulam uma reposição gradual de 25% a partir de 2015 até atingir 100% em 2018.
Gente que não consegue fazer uma previsão trimestral da execução do orçamento do estado, arrisca-se assim à Fangio e bota-se a fazer previsões para daqui a 6 anos, quando não sabe se tem dinheiro para amanhã, com a queda monumental das receitas do estado, graças à recessão imposta pela puta da troika!
Nada de fiar portanto...

Mais prático foi o Diário de Notícias...
O dinheiro que enterraram no BPN, para ungir a gatunagem de legitimidade, dava para os subsídios até 2015, o que seria uma medida de verdadeiro estímulo à economia, contrariando o cenário de recessão!

Mas o "menino zarolho" vai mais longe...
O fundo da segurança social, vai poder fazer investimentos de "alto risco", para garantir a sustentabilidade até 2050...
Com o jeito que o "menino zarolho" leva para os negócios, podemos dizer adeus às reformas já a partir de 2013... Ano onde supostamente poderemos regressar aos mercados, para nos endividarmos mais uma beca...
Fazer linhas em bitola europeia, Portela+1 (como no google +) ou outras merdas de cariz duvidoso, utilidade pública nula e elevadíssimos juros...

Amanhã é 1º de Maio, dia do escravo porque todas as grandes superfícies de distribuição que pagam impostos na Holanda e arredores, vão estar abertas, na esperança que o Português consuma e com isso o "menino zarolho" e Cia consigam encaixar receita em 2012...
Mas depois de terem extinto 5 ou 6 feriados.
Quem trabalha não tem tempo, quem tem tempo, não tem para gastar...

Claro que enquanto o menino não deixar de ser zarolho, terá a cibertasca Farplex enrolada à volta do pescoço.
Visto assim muito de longe... Quase parece o ilustríssimo Camões, grande poeta Lusitano dos descobrimentos.
Em 2050 esta imagem pode bem ser a oportunidade necessária para que Passos Coelho seja reconhecidamente uma figura histórica deste país...
Mas será sempre pelos piores motivos!

2 comentários:

  1. O caso do BPN é o cavaquismo no seu melhor!!! Mas estes fulanos julgam que ainda estao em 2018,no Governo?Nem pensemSe calhar ja se acham que implantaram o 2º Estado Novo de Salazar.

    ResponderEliminar
  2. Caro amigo:
    Acho que este país não vai bem, quando as nossas maiores preocupações são, agradar a uma elite internacional de banqueiros...
    Mas quanto maiores as expectativas maiores as desilusões...
    Passos Coelho falhou em toda a linha, provando a teoria da vacuidade que defendo e assemelhando-se pelos piores motivos a Sócrates...
    A ditadura económica tornou-se uma realidade e a propriedade privada adquiriu mais valor que a vida humana, estamos mal... Há que repensar!
    Precisamos de uma voz sólida e em uníssono como país europeu (lugar onde, pelos vistos se fazem as prescrições de soluções e unguentos vários...).
    Temos apenas vozes na Europa que dizem: "Sim sr(a)"
    E ousar discordar quando "something doesn´t feel right" é libertador...

    Cumprimentos

    ResponderEliminar