23 março 2012

EAT Portugal- Equipa Assuntos do Território


Enquanto as polícias batiam em jornalistas a mando de alguém, durante a greve geral...
(Solução que viria a revelar-se suicídio político económico à dimensão global...)
Aconteciam coisas, nos bastidores do governo em conselho de ministros!

Cria-se o EAT- Equipa para os Assuntos do Território e colocava a sua tutela sob a alçada do todo poderoso, omnipotente e omnipresente Cassola Relvas.

A TSF dá conta do assunto, muito ao de leve...E o i, vem dizer que não se trata de proto regionalização!
No resto da imprensa, nem uma palavra...
Isto do EAT Portugal implica mastigar de boca fechada...

O EAT foi constituído com intuito claro (segundo os próprios) de:

"...Proceder ao levantamento e mapeamento de todos os equipamentos colectivos da rede pública, em todas as áreas sectoriais do mercado de bens e serviços públicos..."

Numa altura em que os governos civis deverão acabar até Abril, com o congresso do PSD esta semana (e os autarcas fulos, com o executivo...) e a promessa de fazer um relatório que "ilustra a realidade do país..." em 60 dias... Fico com a sensação de Relvas continua com "sede de ir ao pote"...

Quero então na qualidade de cidadão, pedir a V. Exas a cópia da resolução do conselho de ministros, que cria o EAT.
E do mesmo modo aguardo ansiosamente pelo relatório articulado, que explana as realidades de um país que ao longo dos anos foi centralizado na capital e se prepara agora para agravar essa saga...

Seria igualmente transparente e de bom tom, o governo apresentar quem fará parte do "EAT Portugal"...
Porque se é para se ser comido, é bom que se saiba a quem português serve de repasto...!

Não estará também isto do EAT, ligado aquela ideia peregrina da ministra Assunção de expropriar os terrenos em favor do estado?
O ministro Relvas diz que a "regionalização não é para aqui chamada", mas olhe que a ideia é bem parecida para deixar paralelismos de lado!

O governo tem por obrigação informar os cidadãos acerca do EAT e suas intenções.
Vão privatizar os cinemas municipais, as bibliotecas, os equipamentos desportivos e as igrejas...?
E os caminhos de cabras, também???

Que mais pode esperar um Português, de uma "Task Force" governamental chamada EAT???

Aguardo ansiosamente os próximos 60 dias por um "relatório (bem) articulado"!
(Se for do género do documento verde...Escusam!)

Para já, a minha opinião acerca do EAT, fica registada na imagem acima!

Sem comentários:

Enviar um comentário