12 março 2012

Cavaco em grande! (Oh não...Outra vez!)


O presidente Cavaco tem mau timing, escolhe sempre a pior conjuntura planetária possível, para proferir os seus ditâmes...
Desta vez acertou em cheio nos movimentos retrógrados de Mércurio, que é tão somente o planeta responsável pela comunicação...
Claro está, que a aptidão do presidente para comunicar aliada a uma conjuntura astrológica favorável a mal entendidos, dá nisto...

Desta feita, classificou a atitude de Sócrates (que ainda dá que falar...) de apresentar o PEC IV em Bruxelas sem o discutir previamente com o presidente ou assembleia de "desleal com as instituições democráticas", por ventura o episódio mais grave dos nossos 30 anos de (pseudo)democracia!

Confesso que tenho pena de Cavaco, um homem que não concorda mas promulga...
Que cala e consente...
Que é manifestamente piegas com as suas reformas!
E dum cinzentismo conservador, que vem duma época muito anterior ao 25 de Abril...

Cavaco ainda agrava o problema, justificando-se, com o artigo 201º da CRP...
"Todos os assuntos e iniciativas (internas ou externas) de relevância para os destinos da nação devem ser comunicados ao presidente"!
Mas qual a relevância do PEC IV!?
Zero absoluto...
Foi chumbado por ser alegadamente draconiano, para trocar os dracons rosa, por dracons laranja misturados com amarelos e azuis, instalando-se no poder e levando a saga dos PECs para outra dimensão estratosférica!

Como é óbvio e seria de esperar a ala Socrática do PS (Mais activa e influente que o próprio Seguro...), rejubila, com "os tiros no pé do presidente"...

Sócrates, ainda que distante continua a dar que falar, contrariando o ditado de: "quem não é visto, não é lembrado..."
Aproveitando um outro adágio, bem mais ao seu jeito e que tanto tem servido Cavaco...
"Falem bem ou falem mal de mim... Mas falem!"

Tiro ao presidente para os monárquicos e tiro ao Cavaco para os republicanos é o desporto rei em 2012!

Estou capaz de jurar, que ouvi gargalhadas diabólicas de gozo e deleite provenientes de Paris...

Sem comentários:

Enviar um comentário