13 março 2012

Atirado do governo abaixo


Com a energia não se brinca...
Terá dito Vítor Gaspar ao secretário de estado da energia, Henrique Gomes!

E bumba, atira com ele do governo para fora... Está oficialmente iniciada a campanha de desmantelamento do ministério da economia em favor das finanças...

O pobre Henrique lá alegou as costumeiras razões familiares, para justificar a queda monumental para fora do cargo!
Mas o que o Henrique sugeriu, foi que os produtores de energia pagassem uma taxa, por forma a reduzir os custos da energia...
No fundo, nada mais que rasgar os contratos assumidos e dar o dito por não dito...

O Gaspar e o Moedas que queriam negociar com as 3 gargantas, bloquearam logo essa ideia peregrina!
Mas agora a troika exige (para libertar a 3ª tranche do mega multimilionário empréstimo agiota), que os preços da energia baixem para retomar a competitividade...

O cargo do secretário de estado da energia passará para o regulador da ERSE, que já de si regula pouco, basta ver a campanha de publicidade enganosa da parceria EDP/Continente!
Mexia e Catroga, sorriem impávidos enquanto apresentam os maiores lucros de sempre e nos roubam o que querem por um bem que se tornou, há muito, de 1ª necessidade...

Sabendo de antemão que a energia é um sector fulcral para um País e o seu desenvolvimento o executivo está dividido...
A verdade é que o cidadão comum não pode esperar grande coisa, de nenhum destes personagens... Seja qual for o desfecho pagaremos sempre mais, a Erse continuará a ser uma anedota e o estado que deveria assegurar o bem estar dos cidadãos, vendeu o monopólio da eléctrica aos chineses...

Já está a dar faísca, o Henrique já foi electrocutado, os chineses já estão a embolsar e nós continuamos a engordar o Mexia e o Catroga!

Em democracia nas finanças é assim, quando não concordamos com a tua ideia, demitimos te...
De forma enérgica, claro!

Sem comentários:

Enviar um comentário