27 fevereiro 2012

Oscares 2012 - A cagança!


Mais uma edição dos Oscares da cagança em Hollywood... A 84ª... E não se fartam...!
Tapete vermelho, flashes e farpelas griffés!
Tudo no seu melhor (ou pior...!), sem movimentos bruscos para não deslocar o botox ou ter uma entorse nas próteses mamárias... E queira Deus que não sejam da marca francesa PIP... 
Voltámos à velha forma (ou será fórmula!? Billy Crystal para a apresentação dos "homenzinhos dourados"...
Bem ao jeito "conservador" da Academia... 
E não me falem em progressismos liberalistas... Esta gente dura à 84 edições... Vai quase para um século, é crer que são conservadores...!
Será o pagode do costume...
Mesmo assim apetece-me "palpitar" sobre o assunto.
O Farplex, tem uma pequena costela cinéfila...

Ora bem:
  • O Scorcese leva uns 5 homenzinhos para casa com o Hugo...
  • Melhor filme e realizador é "O artista"...
  • A melhor actriz é a ultracaracterizada e caquética, Dama de Ferro... Escusam de criticas, eu vi o filme e gostei...!
  • Tintin a melhor animação...
  • E o Clooney não será o melhor actor...

Em Portugal, o filme da temporada é "o drama de ferro"... Recordista do box office dos media nacionais!
Com os protagonistas (do costume!) a entupir o sinal aberto!

O drama centra-se na polémica questão, da vinda da 2ª ajuda externa a Portugal...
Ninguém sabe muito bem como abordar o assunto e também ninguém está muito interessado em se comprometer com o falhanço do sistema, já de si "too big to fail"...
Há apenas a habitual dependência da mãe Europa, financiadora, mas impositiva e controladora demais para o meu gosto!
Uma Europa nada amiga da opinião pública, muito metediça e centralizada...

Por aqui, o posicionamento político de Portugal, é idêntico ao período antecedente à 2º Guerra Mundial...
Mas ao invés de "Orgulhosamente sós" de Salazar, ficamos com  "Envergonhadamente dependentes de vós" da "rainha do drama e pieguice" Passos Coelho...

O mesmo Passos Coelho que será obrigado a pronunciar-se, sobre a 2ª vinda da agiotagem para mais um empréstimo milionário...!
Um grande filme a não perder...
Onde os políticos Portugueses acreditam piamente, que bastando ser fútil e pré programado, é  o suficiente para negar espaço e margem de manobra à sociedade civil, empresas e real economia... 
Apenas porque nos recusamos a gerir a nós próprios...
 
Paul Krugman, o "guru" da economia ( uma espécie de Messias no mundo dos mercados...Marcado com o selo de qualidade, Nobel!) avança já com uma desvalorização de 30%...
Conhecendo os banqueiros em Portugal, podemos esperar uma desvalorização da ordem dos 50%...

A pergunta que subsiste desta deliciosa trama, engendrada sabe-se lá por qual dos discípulos de Maquiavel, é:

Uma década volvida, continuamos a acreditar na moeda única!? 

Pessoalmente nunca me convenceu...
Especialmente nas mãos de bancos... Como o MEE (Mecanismo Europeu de Estabilidade, parece o nome de um componente pertencente a uma nave espacial...), a entidade suprabancária para onde passará a "Hipoteca Portugal"...

Um grande filme, digno... Pelo menos, de um globo de Ouro!

...Portugal, o drama de ferro... Mas cheio de ferrugem



Sem comentários:

Enviar um comentário