19 janeiro 2012

É moda ser revolucionário? É que somos tantos...


Muitas pessoas, fazem o digníssimo favor de me colar o rótulo de "revolucionário"...
E quando o fazem, imaginam a imagem acima ou uma cópia barata do Che Guevara...
Quero desfazer esse engano!

Primeiramente, não tenho (e nunca tive, com muito orgulho! Note-se!) filiações partidárias, dispenso já, todas aquelas visões redutoras de pessoas "cócós e cerebralmente limitadas" que dividem o mundo, no inexistente binómio, esquerda/ direita...
É uma visão tacanha e infeliz, que o século XXI dispensa...
Não tenho Playstation, Blackberry, IPhone, IPad, SmartPhone mas tenho muito material informático e multimédia que utilizo com frequência...
Tenho o cabelo e a barba aparada...
Não uso boina! Muito menos trajes esfarrapados...
(Ainda que haja quem compre trajes assim para ir a festas da moda!
Muito embora nas festas da moda, se utilize a "pricetag" escondida para trocar o vestido depois da festa... Ou pedir uma farpela a um estilista qualquer...)

Posso afiançar que só fumo charutos oferecidos em casamentos, sobretudo se passar a quota dos 2 whiskys...

Não ambiciono anarquias, violências, ditaduras, novas ordens mundiais... Mas há que reconhecer que o sistema não está bem... Que é preciso mudar os ideais de (in)gerência!
Não tenho mochilas e não ponho bombas! Sou contra todo o tipo de violência e agressão...
Não ando com os punhos no ar a gritar... Talvez devesse fazê-lo, mas por enquanto não o faço!
Não faço, porque todos se manifestam pelo que NÃO querem, mas ninguém sabe para onde ir...

As minhas tintas, reservo para as minhas telas e escrevo bem mais que uma frase no meu mural por semana...

Sou uma pessoa sociável, educada e inconformada...
Mas que se imiscui na sociedade, podendo estar ao teu lado, enquanto lês este post no teu smartphone... (Escusas de olhar em redor...).

Está na moda ser revolucionário...
Presumo que os media irão procurar exemplares dos mesmos em breve, (para ridicularizar ou apoiar consoante os seus próprios interesses!)...

Porque todos querem saber como é um espécimen "revolucionário" ao vivo...!
Quem é a pessoa que se esconde atrás das palavras pontiagudas... E porquê?
Essa curiosidade mórbida de descortinar a pessoa por detrás dos comentários mordazes, por detrás do discurso irónico e certeiro torna-se uma inevitabilidade...!

Quem é que ousa abertamente navegar contra corrente?

Somos muitos pelo mundo fora...
E vamos a eventos e festas !
Estamos por todo o lado, até em sociedades secretas...

2 comentários:

  1. Um Che, mas um che devidamente engravatado...:)

    ResponderEliminar
  2. Diria mais...
    No casamento a fumar charuto após o 2º whisky...ahahahaha ;-)

    ResponderEliminar