27 janeiro 2012

#21 - Conserto social do caralho


A comunicação social bem avençada deste País, tudo faz para convencer o transeunte das transparências dos lojistas e obreiros... Mas não há remédio!
Portugal abriu os olhos e tudo se transforma em riso e chacota...
Em piada, em dichote ou chalaça!
Valerá mesmo tudo no amor e na guerra...?
Se é certo que os portugueses, precisam de rir e de sorrir... 
Nada melhor que uma profunda camada de desprezo por todos aqueles que nos mentem sistematicamente, deixando o seu bolso falar mais alto!

É um país de caralhos... Dizem uns!
É um caralho de governo... Dizem outros...
O presidente é um caralho... Ouve-se nas redes sociais!
Outros mais afoitos dizem: Se fossem todos para o caralho...

O que eu nunca esperei, foi que uma televisão respeitavelmente Bilderberg como a SIC, chamasse "Caralho da Silva" ao sindicalista da CGTP... Que falta de fairplay!
Gaffes (caralhadas), que eu perdoaria na boca de Cavaco Silva, habituado que está a elas...
Agora na SIC... No jornal da noite!

A televisão está descontrolada, desbragada e sem pudor, desde a história do pintelho... 
A moralidade vigente entre televisão e tele espectador (ou espetador...de caralhos!?), nunca foi tão afrontada!

Não houve concertação social, o governo e as televisões continuam a insistir que houve... 
E por isto... chama-se "caralho" ao homem, por dá cá aquela palha... Não se faz...!

É feio e deselegante da parte do nosso ministro das televisões, Miguel Pélvis, chamar nomes a pessoas que ousam discordar das suas políticas...
É pouco democrático, apesar de bem ao seu jeito...!

Foram 21, as profecias realizadas aqui no Farplex... 
Saídas duma exposição de fim de semana
Em 5 dias árduos de escrita, pesquisa e muito riso...
Portugal no seu melhor!

Tinha mesmo que acabar com um estrondo do CARALHO!

Obrigado a todos, deu imenso gozo fazer esta rubrica da "Exposição de fim de semana Farplex"
Espero que tenham gostado... Foi para todos vós!
As 500 visitas diárias são um bom indicador ;-), bom fim de semana!


Sem comentários:

Enviar um comentário