10 novembro 2011

Eurocrash

Os últimos 10 anos, são bem demonstrativos da imagem acima...
Tentar unir nações tão diferentes, com culturas próprias e realidades distintas, sem o mínimo resquício de democracia, bem estar social ou colectivo... Apenas e só em torno de uma moeda... O amaldiçoado EURO!
Estamos enterrados e agrilhoados numa espécie de campo de concentração económico, para onde somos obrigados a contribuir eternamente sem nada em troca...

Durante 10 anos fomos o paraíso do investimento estrangeiro, das negociatas, dos elefantes brancos, do esbanjamento e da despesa desnecessária, graças a uma moeda muito inferior...
Depois entrou o euro em cena, com a nossa moeda valorizada 200 vezes e passámos a comprar tudo feito no exterior, porque nos impuseram não fazer nada de produtivo...
Como não podemos comprar tudo o que vem de fora, porque o dinheiro não estica, os bancos esticaram-no por nós...
E durante mais 10 anos, continuámos alegremente com este paliativo a endividar-nos!


Presumo que o Eurocrash está para breve...
A cada dia que passa o "sonho Europeu", porventura um sonho comum com Hitler, se desmorona...
As pessoas não acreditam nesta Europa pejada de fantoches ao serviço da moeda e seus emissores...
Os seus emissores decidem então, colocar os lacaios a apertar garrotes na populaça e o capitalismo a canibalizar a Democracia...
Os media, não tem mãos a medir com tanta encomenda de notícias forjadas dizendo que há solução e ao mesmo tempo afirmando o seu contrário!
Os auto eleitos lideres Europeus ( Sim, auto eleitos porque eu não votei em nenhum deles...), com as suas legislações ungidas com a bênção da legalidade e legitimidade dadas por ninguém... Continuam a devastar nações inteiras, sem qualquer respeito por cidadãos, direitos, regime político, constituição...
Para o Eurogrupo não há limites ou soberanias que resistam... Apenas a linguagem dos mercados, dos bancos e dos credores, esses sim soberanos!

É o que dá colocarmos a emissão do nosso dinheiro na mão de estrangeiros e privados...

A facilidade com que esta Europa elimina um governo eleito democraticamente (mais ao menos...) e o substitui por um dos seus lacaios a tomar as decisões que lhe convém, é assustador...

A Grécia, sempre a Grécia na ribalta, ficou sem governo... Mas celeremente a Europa pôs um ex BCE, um especulador portanto, a assinar a ajuda externa da qual o próprio irá colectar juro no futuro... Passando as consequências nefastas para o próximo!

A Itália prestes a atingir a marca dos 7% de juros e a Europa já fez as malas a Berlusconi...

Presumo que cortes no rating da França e Alemanha, depois da queda de apenas um dos PIIGS, façam desaparecer misteriosamente Merkel e Sarkozy, que neste momento se comportam como donos da Europa, fazendo lembrar, Hitler e Napoleão, com os seus tiques imperialistas...


Em Portugal, tenho muitas dúvidas que este governo chegue ao fim do mandato...
Este blogue preconiza uma revolta em Portugal e no último ano a instabilidade social cresceu demasiado em todos os sectores e prepara-se para atingir um ponto crítico!

Os Mass Media tentam não veicular notícias desta natureza, ou descredibilizar movimentos, greves ou manifestações dando cobertura a um sistema podre...
A revolução invade os Social Media, partilhando a informação de que somos 99% da população a exigir Democracia...As pessoas encarregar-se ão de mostrar a porta da rua a Passos e Portas...

E aí é que precisamos ter cuidado para não resvalar para extremismos de qualquer espécie e ao mesmo tempo manter fora deste País um conflito global que se está a preparar.

Os EUA assediam constantemente o Irão, provocando o conflito...
Não me admiraria um evento nos EUA ou Europa da magnitude do 11 de Setembro, para legitimar a agressão ao Irão!
Se assim for, os EUA contam com oposição da China e da Rússia imediatamente!

Para sobrevivermos ao Eurocrash temos que:

Criar a nossa moeda, produzida e regulada por nós Portugueses.
Apostar na energia, água e agricultura sustentável.
E manter nos fora de qualquer conflito Mundial.
E acreditem que conseguimos, se anteciparmos o Eurocrash, antes que ele nos atinja irreversivelmente!


O Eurocrash tem data marcada para 2012.

Sem comentários:

Enviar um comentário