14 outubro 2011

2012 - O fim do mundo ou só de Portugal?


Passos Coelho falou... E os nossos bolsos ficaram mais leves!

Diz que não alinha em retóricas e que o grande projecto nacional é pagar a dívida, não sabe bem quanto nem a quem... Mas pagá-la e honrar os compromissos! Para se poder tornar a endividar...

É como espremer uma casca de laranja e esperar tirar dali 1000 litros de sumo ou tirar 100 000 presuntos de um porco! Não dá...

Ninguém vê que quem nos pôs assim, foi a entrada na UE... Onde a condição de acesso era abdicarmos de uma série de coisas que nos garantiam auto suficiência pelo oásis subsidiado!
A agricultura, depois a industria e a machadada final na economia, com a moeda única que não controlamos, fiscalizados ao nível europeu com direitos ao nível da China!

No mundo capitalista, os estado soberanos ganham consoante o que vendem ao exterior, vulgo exportações... Ora Portugal tem bons exemplos neste sector, mas com as condições fiscais que oferece, dá vontade de pegar e mudar com a trouxa às costas para o Burkina Fasso!

É que existe toda uma faixa de Portugueses com salários até ao limiar de 1000 euros (para não falar nos desgraçados com o salário mínimo!), para quem estes agravamentos de IVA, IRS, aumentos de preços no geral, juros de empréstimo e cortes sistemáticos conduzem à inevitável "bancarrota familiar", algo que Passos Coelho designa de "os mais frágeis", mas que ainda não tomou uma medida que seja que não os prejudique ainda mais no seu quotidiano!

Mais uma vez se ouviu no final do discurso "Portugal não é a Grécia"... Pois não...É bem pior!
A execução orçamental de 2011 foi péssima e a de 2012 será pior ainda...
Precisamente no momento em que um chefe de estado mais precisa do seu povo é quando menos o consegue cativar, mostrando que ocupou um lugar eleito, pelos mercados, pelos credores e não pelo seu País...

Ou a quem é que a Alemanha e a França vendiam produtos se não existissem PIGS com uma moeda em tudo similar ao marco alemão... Emprestam-nos para lhes comprarmos e depois cobram-nos com juros! Bem visto, pena é que ninguém por cá tenha visto tal coisa!!!

Mas concordo com Passos Coelho, quando diz que é preciso coragem e determinação para implementar medidas, coragem que ele tal como os anteriores não tem nem terá...
Porque faz apenas incidir as suas medidas sobre quem já nada tem... Não as faz de forma a romper com um sistema falido em busca de soluções verdadeiramente sustentáveis ou inovadoras...
Fá-lo porque se quer continuar a endividar ad aeternum!

Este discurso marca o inicio da Revolução Portuguesa, obrigado Passos Coelho, quero ver o que vais governar quando não houver Portugueses em Portugal!
Temos uma vaga de emigração superior à registada na década de 60...

1 comentário:

  1. 15 de Outubro - manifestação nas ruas do mundo

    http://www.15deoutubro.net/

    ResponderEliminar