05 setembro 2011

Pedro Passos Cão


O mais africano dos Primeiros ministros (whatever that means...), é no meu entender, antes de mais, um fabulosos recordista!
Levou apenas dois meses para quebrar TODAS as promessas que fez em campanha.
Nada de extraordinário se atendermos ao facto que o inicio de um executivo em funções (seja qual for o partido...) é pautado pelo pagamento de favores e financiamentos de campanha, com a atribuição de lugares na mangedoura pública, na já habitual, "dança das cadeiras"...
Também habitual é o choradinho dos erros do anterior executivo, que se traduzem simplesmente num (ou vários) aumentos de impostos e taxas, que não servem para mais do que alimentar o ineficaz e corrupto sistema, que colapsa sobre si mesmo...
Portanto, os últimos 30 anos, trouxeram uma modernidade e desenvolvimento a Portugal nunca vistos, mas assentes em merda nenhuma, no vazio, no fictício e numa mania das grandezas tipicamente burguesa, expandida pelo novo riquismo de quem abraça a "coisa pública"!
O PEC (Plano de estabilidade e crescimento) que crescia em progressão aritmética, à razão de um de cada vez, no governo PS, agora podia ser designado de PIR (Plano de Instabilidade e Recessão) e cresce numa progressão exponencial, onde cada medida é mais castradora da economia do que a anterior...
Tenho muito receio do que virá politicamente por esse mundo afora, especialmente quando assisto à quebra de sucessivas nações e outros tantos líderes pelas "mãos invisíveis" dos mercados.
Merkel cairá do trono do IV Reich, assim como Sarkozy (bastará um corte no rating Francês...) e o italiano desbocado tem os dias contados...
O coelho, esse animal ágil, veloz, dono de uma reputação sexual invejável, desembaraçado perante o perigo e até fofinho, jamais poderá ser comparado com o nosso 1º, cujo o comportamento é semelhante a o de um cão...
O cão que fielmente lambe a mão que o alimenta e lhe dá porrada ao mesmo tempo, por fazer xixi dentro de casa!
É isso que Passos Cão faz na europa, lambe mãos, eventualmente beijará cus, num futuro próximo quando os donos Merkel e Sarkozy lhe cancelarem a mesada anunciada...
O pobre cão ainda não se apercebeu que será abandonado numa beira de estrada, assim que os donos forem de férias!
Não durará muito, por estar do lado dos derrotados, a unica forma de contrariar isso será pela força... Pelo que sugiro que arranje uma verba que consiga manter as forças de segurança na ordem, tão descontentes como os quase 8 milhões de Portugueses que não o queriam como 1º ministro...
E eu, convicto que a democracia se fazia de maiorias, nunca imaginei que uma minoria elegesse um cão que se fingia coelho, para governar!

Mas o que me preocupa no reino animal, são os ex cães de fila filósofos, que negoceiam na sombra da ignorância vigente... E nos prejudicam a todos!

Irra, que gente mentalmente reduzida e subsidio dependente!

Sem comentários:

Enviar um comentário