03 agosto 2011

Revolução

Tenho recebido mensagens de muita gente que concorda, quer apoiar e fazer parte, de um movimento generalizado da sociedade civil contra o sistema político instalado...
Assisto com um travo agridoce, que a maior parte dos movimentos, são descredibilizados nos media nacionais e internacionais, com slogans rasca, divergências no número de manifestantes, parasitismo de vários partidos, sindicatos ou artistas em busca de alguma projecção mediática.
A vantagem de tudo isto é que a génese da maioria dos movimentos em Portugal é essencialmente pacífica, ao contrário de outros países...O governo nacional está preparado para o caso de alterações a esta realidade, tentando a todo o custo manter o orçamento da administração interna e da defesa.
Mas o que poderemos nós fazer?

Primeiro estabelecer um objectivo concreto, no caso do Farplex será a revolta contra o "fascismo económico" Vs uma "Democracia real"...
A monarquia está falida, a república também e tivemos uma estreita passagem por uma democracia que nunca o chegou a ser verdadeiramente...
Mas avançamos a Passos largos para um duríssimo federalismo, verdes e impreparados Portugueses!
Divulgar a mensagem, denunciar a fraude e expor as fragilidades deste regime é uma forma de angariar massa crítica de pessoas que de uma forma ou outra estão sucessivamente a ser prejudicadas nos seus direitos essenciais pelas pessoas que juram zelar pelo melhor interesse dos seus concidadãos...

Actualmente as maiorias são fictícias e sempre condicionadas por um ou outro grupo económico, que em nome do lucro fácil eliminam cidadãos (ou empresas) do mapa social, num fascismo económico vil que não conhece fronteiras ou morais, saúde ou doença, vida ou morte... Apenas lucro!
E chamam a isto de Liberalismo... Dá vontade de rir!

Tem dias que tudo isto parece impossível, tem outros que parece mesmo ao nosso alcance!

Mas se o sistema está errado, é injusto e sufocante, é de esperar que o mesmo faça tudo para desacreditar todos os movimentos formados...Criando um sentimento de maior impotência perante o actual estado que vivemos e que se irá agravar muito num futuro próximo...

Junte-se a grupos de intervenção, crie, seja interventivo, divulgue as mensagens que achar pertinentes, leia, mantenha-se actualizado e filtre a informação negativista, ela existe para o fazer desacreditar de si e do mundo!

Seja feliz no processo e lute pelo que acha positivo para todos!

Entretanto podemos descer o rating a este governo??? A revolução Portuguesa está mesmo aí...

Sem comentários:

Enviar um comentário