01 agosto 2011

O caminho


O caminho é rectilíneo... A distância mais curta entre dois pontos!
Não raras as vezes não vemos o final do caminho, não nos apercebemos do pavimento irregular, com buracos e pedras...
Não prestamos atenção e caímos em emboscadas de salteadores, seguimos falsos profetas, que nos apresentam falsas alternativas para o caminho.
Existem muitas bifurcações e ainda mais cruzamentos, mas o caminho está lá sempre disponível para os que se atrevem a cruzá-lo...
Muitos compartilharam comigo essa jornada e muitos mais o farão daqui em diante, porque sei que não estou nem estarei só...
O destino do caminho é desconhecido, porque a piada de tudo isto é somente e apenas passar o caminho com todas as suas surpresas, imprevistos e inesperados acontecimentos!
Às vezes o caminho parece interrompido por derrocadas e desabamentos, mas um pouco mais à frente o caminho continua, se tivermos coragem de o trilhar novamente...
Cada dia que passa me sinto mais feliz e orgulhoso do caminho que trilhei assente na minha vontade, tantas vezes contrário aos falsos profetas que me iludiam para outras paragens...
Sou leal, característica de pouquíssimo valor no mundo do dinheiro... Odeio bajulice, graxa e outros artifícios e mecanismos mais de auto promoção!
Irrita-me pessoas que pensam um e dizem dois, porque todos dizem dois...
Irrita-me o julgamento apressado de quem nunca se permitiu viver, a não ser esmagado pelo peso dos seus preconceitos...
Irrita-me a injustiça do "diz que disse"...
Odeio prepotência e arrogância!
Ousar discordar num mundo falso é libertador...

1 comentário: