10 agosto 2011

Dois pesos duas medidas...


Um terrorista assassino, mata 90 jovens desarmados na Noruega...
Não é possível que seja terrorista, é jovem alto, loiro...
Não é um assassino, talvez um pouco sociopata...
Pertence à maçonaria, de extrema direita, publicou uma "target list" e um "manual de matança" de 1500 páginas para os amigos "intolerantes" se encarregarem dos cerca de 10 000 alvos espalhados pela Europa!
A direita acha isto normal...Face à quantidade de imigrantes que andam por aí...Noblesse oblige!

Já em Londres os habituais excluídos da sociedade (pouco) "livre" do capital, partiram para a ignorância e pilharam, incendiaram e destruíram tudo à sua passagem...
A direita exclamou em força, contra os atentados à vida em sociedade, contra os marginais, vândalos, a devassa da propriedade privada (Ai Jesus a propriedade privada!)...
A direita exige cargas políciais ferozes, detenções, exemplos para que não se volte a repetir a gracinha...
Afirmam que esta gente não é motivada pela fome, porque roubam apenas tecnologia, roupas de marca e outros artefactos made by global capitalism...Isso não lhes mata a fome!

Acerca de Breivik tenho apenas a referir o seguinte:
Prisão perpétua, solitária. Sem qualquer contacto com o exterior ou quem quer que seja!

Acerca dos motins em Londres, apesar de ser contra qualquer tipo de violência e achar que quem paga a factura será o cidadão comum, trabalhador e esforçado! Devo salientar que este tipo de situações é muito previsível pelas classes políticas, tendo em conta as políticas que adoptam no sentido de escravizar as massas, sucessivamente retirando meios, direitos e propriedade privada.
Eternamente excluídos da tal vida em sociedade por sucessivos executivos, que só dão a cara em campanha, esta gente partiu para a ignorância, ferindo a besta onde lhe dói mais... Na suposta sociedade civilizada da propriedade privada!
Imagine que tudo é de todos, que se torna apenas numa questão de acesso e que todo o trauseunte pega num objecto à sua escolha e o traz sem pagar... Como seria?
Vejam portanto os nossos políticos como se sente um Português normal, ao ouvir falar das contas do estado, do BPN, das regalias ou de austeridades... Exactamente como as vítimas dos vândalos londrinos, indignados de mãos atadas, enquanto lhes roubam tudo... Ou melhor, enquanto tem acesso à sua propriedade privada!
Os roubos de tecnologia, roupas de marca e outros objectos socialmente cobiçados, prende-se com horas intermináveis de mensagens subliminares veiculadas pelos media, marketing a rodos, publicidade astronómica e saldos permanentes...
Se a dita sociedade livre não permite que o comum dos cidadãos prolifere e prospere com o suor do seu trabalho, então este cidadão prosperará (ou sobreviverá!) a revender os objectos de desejo supracitados, garantindo assim o seu sustento!

Verdadeiramente grave será quando uma massa humana invadir a Assembleia da República exigindo Democracia...
Verdadeiramente grave é quando começarem a apedrejar as luxuosas viaturas do estado e seus ocupantes...
Verdadeiramente grave é quem nos governa ser autista em relação ao modo de vida dos Portugueses e não esperar que as pessoas reajam!
Ide, ide reforçar os orçamentos para a defesa e a administração interna e crie-se mais uma comissão de avaliação de risco de revolução para nomear alguém que tenha ficado de fora da gamela!
Depois dos protestos generalizados pelo mundo inteiro, contra o sistema de fraude e roubo capitalista, quanto tempo mais acham que vão aguentar sem um cenário destes em Portugal?
Quando não tiveres nada a perder... O que é que vais fazer???


Sem comentários:

Enviar um comentário