13 julho 2011

Quem sou eu III... Religiosamente!


Seguindo a senda introspectiva da rúbrica "Quem sou eu...", do FARPLEX, não poderia deixar de dar a definição da minha pessoa na perspectiva religiosa...

Aconselho desde já, todos os leitores muito devotos de uma qualquer confissão, que as palavras que se seguem podem "ferir de morte" as vossas convicções, assim sendo sugiro que vão ler outras coisas mais saudáveis para vós...

Ora a minha visão da religião é deveras prática, todas as religiões são idênticas, se referem ao mesmo e tirando fanatismos vários ou questões de semântica... É tudo igual?

Todas as religiões monoteístas tem um Deus, um profeta e um livro pelo qual se regem... O problema são as interpretações!

A bíblia, o maior conto de ficção cientifica da história da Humanidade, talvez só ensombrado pela Guerra das Estrelas, é composto por inúmeras metáforas, interpretadas à letra por cerca de 2000 anos de fanáticos, guerras, autos de fé e inquisições...
A maioria dos católicos aprende mais, com os filmes da Páscoa do que com os anos sofríveis e intermináveis da catequese!

As testemunhas de Jeová, que insistentemente nos batem à porta, de revista Sentinela em punho, dizendo que o diabo habita o mundo, que o fim dos tempos está próximo e poucos se salvarão... Mas continuam a vender a revista sentinela!!!

Ou a fantástica história de dois jovens que me tentaram evangelizar para a Igreja mórmon, contando a história do profeta Joseph Smith e de como este achou as tábuas dos mandamentos tal qual Moisés...
Entregando me uma bíblia mórmon afiançando que se a lesse e perguntasse a Deus se o que estava no livro era verídico este responderia que sim...

A IURD, onde a salvação depende directamente da ligeireza do meu bolso, para o peso do bolso do pastor...

Já para não falar daqueles amigos que se enrolam em bombas e andam por aí a rebentar por Deus...

Eu acredito que ciência e religião convergem no futuro para a explicação de algo muito superior que nos ultrapassa a todos... O Universo!

Se Deus é omnipotente, omnipresente... então poderemos falar de Universo, igualmente omnipotente e omnipresente!
E substituir a Fé, crença ou intenção pelo termo energia...
A única diferença entre ciência e religião, é que a ciência tem que provar o que afirma... A religião pode apenas explicar o facto com um simples: "FOI DEUS..."

Não vejo qualquer utilidade para o clero actualmente, pelo menos na idade média eram cientistas e estudiosos, agora são apenas ociosos ao serviço da ostentação do Vaticano!
Além de que julgo não precisar de intermediários para falar com Deus, que sendo omnipotente e omnipresente me ouvirá em qualquer parte...

Resumindo:

Acredito que o Universo é demasiado vasto e ainda desconhecido, como tal identifico como sendo Deus.
Não acredito nas tretas da igreja católica ( que considero um organismo ultra político!).
Falo com Deus quando me apetece e com os meus botões também... Não preciso de intermediários!
A bíblia é um excelente livro de ficção cientifica, todas as divindades descem dos céus, tal qual os extraterrestres e o episódio de Adão e Eva está ao mais alto nível da biotecnologia e genética...
Dispenso bem missas e rituais socialmente aceites, onde a ladainha já dura há 2000 anos!

Essencialmente acredito que o bem e mal estão presentes em cada um de nós... E cada um age em conformidade com a sua natureza... E não há missa nenhuma ou ritual que transforme pessoas más em boas!!!

O Farplex, não faz trading de indulgências...


Sem comentários:

Enviar um comentário