20 julho 2011

Os miseráveis...!


Será preciso mais evidências da ruína do actual regime?

Julgo que não, ora vejamos... Está visto que a coligação PSD-CDS é mais do mesmo!

Quem paga o défice e os costumeiros "desvios colossais" cada vez que muda o governo? 

Todos os que trabalham... E os "clientes dos sacrifícios" habituais!

Quem recebe? 

O estado, nas suas múltiplas formas de extorquir e engordar em permanência...

Mas o estado ainda engorda?

Sim!
E não pára o sacaninha...
Reduziu nos ministros, aumentou os secretários de estado
Criou mais organismos para acompanhar o "memorando infernal" (tão injusto e cruel como o ultimatum Inglês), logo mais despesa!
Vai de avião em económica, mas também não pagava bilhete...
Tem só uma ministra para MAMAOT, que o consegue de melhor para reduzir o peso do estado é tirar as gravatas aos "meninos do(s) ministério(s)"...
O equivalente a tirar uma migalha do cu de um elefante, reduzindo assim o seu peso...

Porquê? 

Porque a Troika, FMI, BCE, CE assim exige...Rumo ao Federalismo Europeu e à nova ordem mundial...

Porque pagamos mais e mais e nunca chega?

Porque as agências de rating, cada vez que aplicamos austeridades indicam aos credores que não conseguiremos pagar, ou cada vez que emitimos títulos de dívida estamos com apertos de tesouraria, enfim...
Dá a "leve" sensação, aquela gente das agências de rating, que a malta aqui está "à rasca"
As agências, que se dão muito bem nestes terrenos de "atirar palpites", tornam aqueles senhores dos mercados, em seres pejadínhos de dinheiros. Liberalismo ou especulação, sem regras dá nisto...

Vai melhorar, breve?

Não com estas políticas...
A dívida, que ninguém sabe bem quanto é... Torna-se impossível de pagar!
Além de impossível pagar, força à rendição do País, que entrega todas as suas infraestruturas de serviços essenciais, a preço de saldo para cobrir uma divida que foi contraída precisamente por adquirir produtos e bens de consumo às principais economias europeias adoptando políticas impostas por terceiros, pela União Europeia... Que em matéria de legislação se resume à Comissão Europeia... Onde temos o Cherne, um mole vendido!

Como será?

Neste rumo, depois de muito aperto e austeridade, talvez seja reforçado o federalismo europeu, com as margens da Europa a serem escravizadas pelo seu miolo... Situação que minará a Europa!
Os EUA entrarão em default, arrastando a economia global, num crash muito superior a tudo o que já foi visto!
Será criada uma moeda global, com os principais países representados num governo global... A Nova Ordem Mundial!

Atenção, se actualmente padece de algum destes sintomas:

  • É eurocéptico
  • Acha o sistema actual demasiado burocrático, pesado, ineficaz, injusto,etc
  • Acha os seus representantes na vida política demasiado alheados e distantes dos problemas reais
  • Vê as pessoas enriquecerem através da vida pública política
  • Vê legislação aprovada constantemente, atentando contra os seus direitos fundamentais

Então imagine... Com um governo Mundial!

O que fazer?

Por as cartas na mesa...
Todos!
Auditoria às contas do estado pelos cidadãos.
Ver quanto se deve o quê e a quem.
Negociar a dívida para juros "pagáveis", pelo menos...
Se não for possível...
Sair do euro, num terrível cenário de desvalorização da nova moeda...
Obrigando a voltar aos meios de produção, numa vida mais modesta, pacata e honesta!
Deixando as aparências, para o dia em que nos possamos gabar de algo que não sejam os Descobrimentos!
Referendar as medidas a tomar.

Um argumento?

A actual política de espiral negativa da dívida soberana não pára...
Aumenta os impostos, diminuem os pequenos consumos e investimentos ( o motor da economia nacional), menos receita para o estado, e inventa-se um novo imposto, nova retracção da economia e por aí em diante, até sermos maioritariamente um País de miseráveis...


Slogan:

POLÍTICA A SÉRIO OU TODOS (Nós e Vós!) PARA A RUA! Que disto já tivemos muito...

Sem comentários:

Enviar um comentário