01 julho 2011

Mudaram as moscas, mas a merda està pior!


20 diazinhos passados da eleiçao da coligaçao PSD-CDS e a merda jà começou...

50% do subsidio de Natal dos Portugueses, aquele dinheirinho extra que o Portuguès comum utilizava para as despesas extraordinarias, vai directamente para o estado, para a troika ou o raio que os parta...

Depois das medidas de "encher o olho", dos voos da Tap em economica, que o estado nao paga por ser dono (mas pagarà, depois da privatizaçao...), aos governadores civis extintos...
Passando pelas primeiras fifias de Fernando Nobre, do ministro das finanças a enganar se no nome dos deputados, ou do ministro porreiro da economia, Alvaro... Vem agora uma boa noticia para alavancar a economia...

Basta ler o programa do governo para perceber o que se passa... Para quem nao leu pode faze-lo aqui!

O principal compromisso nao é com Portugal ou Portugueses... Apenas com a troika!

Sonhando alto que Portugal consegue pagar uma divida imensa, sem produzir, sem poder de compra nem de investimento, pagaremos para... nos podermos voltar a endividar com um rating razoavel... Mas se os mercados quiserem Portugal desaparece do mapa sem deixar rasto!

Entretanto entregaremos de bandeja tudo aquilo que construimos ao longo dos anos e privatizaremos toda a nossa soberania, desde energia, telecomunicaçoes, transportes, aguas, vias de comunicaçao, enfim... tornar o nosso Pais mais refém do que jà é...

O governo reconhece no seu programa que Portugal é um Pais, com uma sociedade injusta e desigual e do alto da sua sabedoria decide tirar, ou roubar se preferirem 50% do subsidio de Natal...

O mesmo programa do governo assenta em 5 (?) pilares:

  1. Finanças publicas e crescimento (O governo jà se começo a financiar ä nossa custa, o crescimento serä nulo!)
  2. Cidadania e solidariedade( A cada cidadao cabe o acto solidario de contribuir com 50% do seu subsidio natalicio)
  3. Politica externa (obedecer cegamente àa troika e aos mercados)
  4. Desenvolvimento e defesa nacional (Desenvolvimento nulo, jà que brevemente nao haverà nada para defender) 
  5. Desafio da mudança (Ou a revoluçao ou a gerencia Alema)
  6. Desafio do futuro (Dentro ou fora do euro e da ditadura economica)

Eu conto 6 pilares... Ora nao se pode esperar que um grupo de pessoas que nao sabe contar até 6, consiga (de forma capaz) governar um Pais...

Nao tardarà muito a ver o filme da Grécia nas ruas de Lisboa, mas os Gregos protestam a reduçao do seu salàrio minimo de 740 para 570 euros...
Nos Portugueses, condenados ao miserabilismo da Europa temos um salàrio minimo que ainda nao chegou aos 500 euros, mas continuamos pacificos!
Mas, durante quanto tempo?

O tempo que adiarmos uma soluçao de ruptura com a CE e com o euro, serà tempo em que deixamos fugir Portugal como naçao, ao nao assumirmos o nosso destino como Pais, deixando que outros o façam pela simples emissao de papel colorido que nada vale...

Teremos a maior vaga de emigraçao de que hà memoria, muito superior aos anos 60, porque a crise no centro da Europa, nao é de dinheiro, mas sim de falta de mao de obra... Enquanto na periferia da pseudo comunidade economica se desunham por um emprego precàrio e mal pago!

E entao caro Governo o que farao, quando nao tiverem ninguem para governar???

Caro Passos Coelho, se eu tenho que lhe dar um oitavo do meu vencimento como prenda de Natal, que tal antes trocar por um oitavo do SEU vencimento...
Talvez assim Portugal esteja no caminho certo de se tornar mais justo...

Para o Pais que tem a maior zona maritima da europa, deixar morrer os estaleiros navais e partir a sua mao de obra especializada... Meu deus onde anda Paulo Portas ( defensor acérrimo do mar), ou Cavaco Silva com os seus discursos costumeiros que me dao nauseas, enjoos e vomitos, pela falsidade das palavras vs a verdade dos acontecimentos!!!

Cada vez mais este Pais carece de um movimento civil revolucionario, que contraponha com a podridao que se apodera cada vez mais do nosso querido Pais... Vamo-nos juntar!
Quero ver onde vao se ninguem pagar impostos...

Este artigo foi escrito a cagar completamente no acordo ortogràfico... As mais sinceras desculpas pelos acentos omissos ou incorrectos... teclado "made in Germany".

1 comentário:

  1. Temos que dar tempo...a "Dona" Assunção ainda nºao descobriu onde fica o "toilette", das centenas de organismos que dependem directamente (os que são indirectamente é impossível até ao fim do mandato) do seu vastissimo saber. È desta que faz ginástica: forçada :)

    ResponderEliminar