25 julho 2011

Conservadorismo que mata


De pouco valerá confessar- se temente a Deus, fervoroso católico e praticante dos rituais de Domingo!
Menos ainda valerá dizer-se conservador, adepto de pseudo morais e bons costumes...
Quando em seguida se matam dezenas de pessoas só porque sim, se produz um "manual de matança", ao tiro e à bomba!
Afinal os terroristas, não são todos islâmicos, nem todos de esquerda...
Lembrem-se os senhores da economia, que as crises económicas favorecem extraordinariamente o aparecimento destas personagens, apesar de eu achar que nada no mundo justifique tal barbaridade...
Não defendo a pena de morte, nem para este individuo responsável por dezenas de mortes na Noruega...
A morte era algo demasiado brando, a prisão perpétua, isso sim...
Ser privado da liberdade que retirou a todos os outros, para o resto dos seus dias.
E não haver inimputabilidade aplicável!
"Enviados de Deus" o caraças, este veio direitinho do inferno, e parece-me que marchará direitinho para lá...

Sem comentários:

Enviar um comentário