04 janeiro 2011

Será??? É que se for explica muita coisa...:D

Sim, podes ser um adulto índigo. Os adultos índigo não começaram a aparecer apenas agora; os números têm vindo a aumentar, sendo agora tantos que não os podemos continuar a ignorar. Serás tu um adulto índigo?
 
Note-se, no entanto, que eu (Wendy Chapman) sou a primeira pessoa a publicar algum material sobre os adultos índigo. Tudo o que ouvi falar e li antes de 2001 era que as crianças índigo começaram a chegar nos finais dos anos 70 e início dos anos 80. Recebi milhares de e-mails em 1999 e 2000, de pessoas que se diziam ser crianças índigo adultos. Essas pessoas tinham mais de 25 anos, e a maioria mais de 30, e tinham características muito semelhantes às das crianças índigo, umas mais outras menos. As diferenças em relação às crianças índigo iam surgindo nas cartas que recebia regularmente. Recolhi então toda esta informação e cheguei a uma lista de características de adultos índigo, publicada aqui em Fevereiro de 2001. A lista tem resistido ao passar dos anos, com dezenas de milhares de outras pessoas a reconhecerem-se nela e a escreverem-me. Estou verdadeiramente feliz pela minha contribuição que dei ao mundo! .
 
Características dos Adultos Índigos

 
São inteligentes, embora possam não ter tido as melhores notas na escola.


São muito criativos e adoram fazer coisas.


Precisam sempre de saber PORQUÊ, em particular quando se lhes pede para fazerem alguma coisa.


Detestavam e talvez tenham mesmo criado aversão a muito do trabalho repetitivo que lhes era exigido na escola.


Eram rebeldes na escola, na medida em que se recusavam a fazer os trabalhos de casa e rejeitavam a autoridade dos professores; OU então queriam muito revoltar-se, mas não se ATREVIAM, normalmente devido à pressão exercida pelos pais.


Podem ter, desde cedo, vivenciado depressão existencial e sentimentos de impotência, os quais podem ter ido desde tristeza a um desespero absoluto. Pensamentos suicidas, enquanto ainda se encontravam na escola secundária, ou até mesmo antes, são frequentes no adulto índigo.


Têm dificuldade com empregos no sector dos serviços. Os índigos resistem à autoridade e ao sistema hierárquico laboral.


Preferem posições de liderança ou trabalho independente, a funções em que tenham de trabalhar em equipa.


Têm profunda empatia pelos outros, apresentando, no entanto, intolerância para com a estupidez.


Podem ser de uma extrema sensibilidade emocional, incluindo chorar por tudo e por nada (sem barreira de protecção), ou serem o oposto e não revelar qualquer tipo de expressão emotiva (barreira de protecção total).


Podem ter problemas com a IRA.


Têm problemas com os sistemas que consideram obsoletos ou ineficazes, como por exemplo o sistema político, educativo, médico e jurídico.


Sentem alienação ou fúria para com a política; sentem que o que pensam não conta e/ ou que o resultado não importa.


Sentem frustração com ou rejeição do sonho americano tradicional: trabalhar das 9 às 5, casar, ter 2,5 filhos, ter uma casa com jardim, etc.


Sentem ira quando são privados dos seus direitos; sentem medo e/ ou fúria perante o “Grande Irmão” que os observa.


Têm um desejo ardente de fazer algo para mudar e melhorar o mundo. Podem estar impedidos de fazer o que gostariam. Podem ter dificuldade na identificação do seu caminho.


Têm interesses psíquicos e espirituais desde muito cedo, antes ou durante a adolescência.


Tiveram poucos ou nenhuns índigos como modelo. No entanto, o facto de terem tido alguns não significa que não sejam índigos.


Têm uma grande intuição.


Têm um padrão de comportamento ou estilo mental aleatório (sintomas de Transtorno de Deficit de Atenção). Podem ter problemas de concentração em tarefas que lhes foram atribuídas; podem saltar de tema em tema no meio de uma conversa.


Tiveram experiências psíquicas, tais como ter premonições, ver anjos ou fantasmas, ter experiências fora do corpo, ouvir vozes, etc.


Poderão ser sensíveis à electricidade: os relógios de pulso não funcionam, as lâmpadas apagam-se quando passam por baixo delas, os aparelhos eléctricos funcionam mal e as lâmpadas fundem-se.


Podem ter consciência de outras dimensões e realidades paralelas.


São sexualmente muito expressivos e inventivos OU podem rejeitar a sexualidade por aborrecimento ou com o objectivo de obterem uma ligação espiritual mais elevada. Podem explorar tipos alternativos de sexualidade.


Procuram o significado das suas vidas e a compreensão do mundo. Podem procurar consegui-lo através da religião ou espiritualidade, grupos e livros espirituais, grupos e livros de auto-ajuda.


Quando encontram o equilíbrio, podem-se tornar indivíduos muito fortes, saudáveis e felizes.

 
Note-se que qualquer pessoa poderá identificar-se com algumas destas características, mas os adultos índigo têm a maior parte ou todas estas características

Sem comentários:

Enviar um comentário