12 janeiro 2011

Adenda ao primeiro dilema de 2011: Killer em New York Vs Gay em Cantanhede



Depois da posta anterior, recebi inúmeras opiniões de leitores que "deliraram" com as hipóteses lançadas pelo FARPLEX, para explicar o que leva a rabetagem aquele episódio mórbido...

Há algo de idílico na morte de Carlos Castro, como grande bicha que foi...

Bicha é MUITO diferente de Gay!

Bicha é aquela maluca, doida, vaca, gorda, que tem uns jeitinhos efeminados e dá uns gritinhos...
Gay é uma pessoa normal, que apenas come pessoas do mesmo sexo!

O sonho da bicha é morrer em Nova Iorque, numa morte dramática (estilo Marilyn Monroe), lançada em todos os jornais com contornos misteriosos, num quarto de Hotel pelas mãos do amante em fúria...
Que o mutilou sexualmente, como coroação de uma vida, a retirada do órgão que a Bicha nunca quis ter, mas que a aprisionou a uma existência masculina!!!

Há algo de poético em tudo isto, uma simbologia eterna...
O crime passional e o jovem amante em fúria! Não me admira que façam um filme disto...

As cinzas espalhadas em Nova Iorque, são algo de extraordinariamente egoísta para qualquer bicha, fazendo parte de tudo e todos... Arrastadas pelo vento, as cinzas incorporam um pretzel na boca de um Nova Iorquino que vai para o seu job, um café do Starbucks, o pêlo do cão, o retrovisor do yellow cab e estão por todo o lado, como os papeizinhos em Time Square na passagem de ano...

José Castelo Branco já afirmou que queria as suas cinzas na Fifth Avenue, entre a loja Channel
e a loja da Prada!
Mas que se o queriam mutilar sexualmente, que pelo menos lho metessem no cu para levar, estilo Take-away...
Para a bicheza, bom mesmo é (an)dar em cima de tudo o que mexe, nem que seja em cinzas...
Já que não dá mais para pegar de marcha atrás!!!

Dizem que Carlos Castro deverá estar radiante, pois nunca o seu pénis rodou tanto nas bocas do mundo como agora!
Nem mesmo quando em Portugal foi aprovado o Casamento gay...

O FARPLEX avança mais algumas hipóteses para os contornos deste acontecimento:

Hipótese 6:

Vergonha e ciúmes
O Carlos Castrado exibia o novo amigo aos antigos amantes e o puto só fazia de maquinista, a turbina explodiu...
Avançada pelo meu amigo Licínio!
Confesso que me parece plausível...
Tenho algumas dúvidas em relação à exclusividade do maquinista!!!

Hipótese 7:

O puto pergunta:

- Carlos, Castro?
A velha bicha responde ensonada (ou drogada ou extasiada!)
-Sim...
Não percebo é porque é que lhe furou o olho, lhe atirou com um monitor à cabeça e o espancou...

Hipótese 8:

A bicha maquinista colocou gravilha, ou grãos de milho no cu para magoar a pilinha ao menino, que obviamente se passou...
Deve ter doído bastante!!!
Upa, Upa...

Achei muita piada às "vedetas Portuguesas de trazer por casa", que entrevistadas posavam para as fotos e filmagens com declarações de dor, depois sorrisos, declarações de amor e amizade, elogios à generosidade da bicha, etc... Mas sempre com pose!
Até na morte, a bicha faz os mediocres aparecerem, que talento!!!

Em Cantanhede o rapaz era um anjo na terra, como o Michael Landon (aquele da casa na Pradaria!), todos dizem que era um rapazinho de bem, jamé uma bicha viciosa e sedenta de poder...
Gay???
Em Cantanhede???
Nunca... Isso foi bicho que o miúdo apanhou lá na América...
Cá não temos Gays e se o miúdo matou foi porque alguém lhe queria fazer mal, drogá-lo ou enrabá-lo!

Lamento imenso,mas se queria deixar de levar no pacote escolheu a pior opção... Renato irá ser a iguaria de muitos na prisão...perpétua!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário