29 janeiro 2010

Acerca das redes sociais, HI5, facebook, etc e tal...

Nos dias de hoje tudo gira em torno de Messenger, Hi5, Myspace, Orkut, Netlog, Facebook, Twitter, LinkedIn e outras comunidades de gente ligada através de um modem com um monitor e um teclado pela frente...
Eu também sou uma dessas pessoas (inevitavelmente!!!), a verdade é que a interacção social "old fashioned way", com linguagem corporal, contacto visual, ou canais auditivos bem abertos, desapareceu... Para dar lugar a smiles, emoticons, virtual kisses, comments, posts, winks, nudges e outras manifestações físicas da nossa pessoa, mas que de físico não têm nada!
Depois de intensa pesquisa pelos referidos sites apercebi-me que é bastante fácil "ser-se amigo" de pessoas que nunca viste e com quem nunca falaste, basta apenas que para isso a tua foto de perfil seja apelativa...
Fica sempre bem colocar frases no perfil do tipo:

" Já passei por muito na vida..."
" A vida já me ensinou muito..."
" Sou amiga do meu amigo..."
" Se não tens o que amas, ama o que tens..."

Enfim, aquelas frases teenagers, simples e ocas, que apenas ilustram o vazio de ideias e intelectualidade...
Também é muito frequente aparecerem frases feitas de Gandhi, Fernando Pessoa e outros indivíduos que viveram antes das redes sociais e eram obrigados a pensar, reflectir e sair-se com essa verdades, sem passar pelo google ou pela Wikipédia...

As pessoas não interagem entre si humanamente e quando o fazem, acabam sempre para remeter o mesmo para uma qualquer rede social... A inabilidade de se relacionar sem um teclado e monitor...
Claro que depois, existem aquelas miúdas que poem fotos suas em poses softcore e roupas diminutas, para receberem centenas de comments a dizerem "És linda...ou WiNdah!" e centenas de gajos a fazerem "add friend", subtilmente aumentando a sua autoestima e a sua necessidade de aprovação...

Nas redes sociais, quase tudo o que parece, normalmente não é...
As fotos são trabalhadas, estrategicamente tiradas para colocar ali, não se sabe quem responde do outro lado e a miúda mais gira, pode bem ser um quarentão sebos, que não sai do sofá e não larga o PC há 2 meses... Resta a doce ilusão de comunicar com uma babe...

Anunciam-se relações, casamentos filhos, divórcios, engata-se, desengata-se, insulta-se, enfim, vive nestas redes sociais aquilo que ninguém ousa viver na vida real...
Fazem-se queixas do trabalho aos amigos, porque não se consegue fazer queixa ao patrão... Estou me a lembrar da TAP!
Tem se quintas, cafés, aquários e ilhas virtuais, animais de estimação e outras merdas cuja correspondência no mundo real implica tempo e trabalho...
Tempo é algo que as pessoas não dispõem, trabalho é algo que as pessoas não tem vontade...logo, é mais fácil ser tudo virtual!

4 comentários:

  1. "Eu também sou uma dessas pessoas (inevitavelmente!!!)"

    Queira desculpar-me, mas não é inevitavelmente.
    Se quisesse não era.

    Eu não sou.

    De resto, sim senhor, partilho da sua reflexão.

    ResponderEliminar
  2. Caro Anónimo:

    Podemos todos viver como na idade da pedra se quisermos, ao abdicar de tudo aquilo que nos rodeia!
    Deixar o carro, a electricidade, o dinheiro, a tecnologia e vivermos como eremitas, sem nada que nos "facilite a vida", mas se as coisas estão ao dispor porque não utilizá-las?
    Podemos fazer parte da mudança, que é inevitavel...
    Ou vamos resistir à mesma até percebermos que o mundo está em constante mudança?
    Podemos alhear-nos das redes sociais, mas porquê e para quê?
    Facilitam a vida a todos...

    ResponderEliminar
  3. Volto a reforçar o "inevitavelmente". Que, aliás, foi a única coisa que reforçei. (também reforçei o facto de ser o melhor do mundo por não pertencer a redes sociais - e, de facto, sou)

    Este "inevitalmente" remete para um espécie de obrigação social e até de um descontentamento seu por ter que "pertencer" às ditas redes socias.

    Confesso que mesmo não tendo facebook, dou algum crédito ao facto de haver organizações que publicitam os seus eventos recorrendo a esta plataforma. É um ponto a favor.

    Agora a congregação de 1500 amigos, conhecidos e desconhecidos já me parece não ter utilidade nenhuma.

    A começar pelo facto de sermos nós a fazer o nosso perfil. Acha que é fidedigno ser o senhor a dizer o que o senhor pensa que é? (é curioso porque esta ideia vem ao encontro de um post seu sobre "como os outros me vêem?" Ora, no Facebook, as pessoas vêem-no como o senhor se pinta).
    Toda a gente se julga de bem e do bem, e, quem diz que não é, fá-lo com uma clara intenção de se destacar.

    Muito honestamente tenho alguma dificuldade em conceber o conceito do Facebook (exceptuando a publicitação de eventos: concertos, exposições, palestras).

    O E-mail existe há anos e, muito honestamente, é quanto basta para comunicar.
    Eu não preciso de conhecer a Rita, que é amiga do Luís, primo do Rui, que por sua vez é meu amigo.

    No post inteiro o senhor não aponta nada positivo ás redes sociais!
    Então, Porquê o "inevitavelmente"?
    Lá porque o Mundo está em constante mudança não quer dizer que eu tenha que compactuar com coisas que vão contra a minha forma de me relacionar.

    Só achei interessante constatar que o senhor ao longo de um post não consegue apontar nada positivo ao Facebook e depois está "inevitavelmente" ligado ao mesmo. O senhor está, seguindo a sua óptica de outros posts, formatado.

    Comparar a Electricidade com o Facebook : /
    Acha mesmo que são comparáveis?
    Em que medida é que as redes sociais lhe facilitam a vida? (dê-me 4 razões válidas e eu envio-lhe um Five - criando, claro está, um conta no Hi5)

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  4. 4 utilidades:

    1-Reencontrar pessoas, com quem tinha perdido o contacto.
    2-Receber informação acerca de pessoas, eventos ou notícias em tempo real.
    3-Poder comunicar com pessoas, as quais não tenho o mail ou o telemóvel.
    4-Conhecer novas pessoas!

    Já está! Escusa de mandar o five!!!
    Como tudo na vida o uso abusivo pode ter efeitos negativos, é isso que pretendo ilustrar neste post!!!
    Cada um se pinta à sua maneira...Os demais acreditam se quiserem!
    Você que lê este blog porquê??? Eu nele pinto-me como quero, é pessoal e eu não obrigo ninguém a compartilhar os meus pontos de vista... No entanto estou a debater consigo no meu blog, no fundo uma rede social, o que significa que de certo modo também o senhor está formatado nas novas tecnologias...;)!
    Podemos dizer o que quisermos, mas inevitavelmente caminhamos todos no mesmo!!!

    ResponderEliminar