21 agosto 2009

Partidarite Nacional Aguda


O P. N. A. ( Partidarite Nacional Aguda), é um síndrome de origem desconhecida, mas demasiado presente nos dias de hoje, alastra a uma velocidade permanente e exponencial, podendo contrair este vírus, enquanto está confortavelmente instalado no seu sofá a ver televisão.

O ano de 2009, com especial incidência no Verão, é o ano de todas as decisões, o ano da crise internacional e o ano de eleições que poderão decidir os destinos deste País por muitos e longos anos vindouros, para o melhor e o pior...

Confesso que tenho seguido propostas dos diferentes partidos, assistido a debates e controlando a blogosfera da especialidade e apesar de existirem boas ideias aqui e ali, ninguém as quer pôr no mesmo saco, sob pena de "pertencerem a outro partido"...

Existe uma pressão óbvia dos media, para "dar notícias", como quantidade nem sempre é qualidade, muita informação acaba por ser desinformação e mera propaganda política!!!
Torna-se difícil ao cidadão descortinar o que é real, o que é fictício e o que é propaganda...
E neste emaranhado de "Informações", o que é necessário e o que é acessório!?

Tenho simpatias por vários lideres partidários e tento analisá-los de uma forma isenta, coisa que os aparelhos que circundam essas pessoas não fazem... A blogosfera de acessores, apenas critíca o adversário, recorrendo ao insulto fácil e desmedido, no lugar de apresentar propostas e soluções, é a Democracia (versão Galamba) Filha da Puta...

Gostei de ver o Paulo Querido e o Sócrates na Blog Conf, as "falhas técnicas" da transmissão em directo da blog conf denotam o claro "desconforto" da classe política, para aquilo que é, a maior fonte de Democracia livre do século XXI... Acabou por ser uma tarde de propaganda, apenas quase com bloggers do PS a fazer o Engenheiro brilhar, que aproveitou e brilhou...

Francisco Louçã fez o mesmo, mas buscando a "zona de conforto" Alentejana, preparou bem, números escandalosos do Governo e fez o típico discurso que agrada à populaça e desagrada ao Capital, derrapou ao falar de certa deputada convidada pelo PS... Mas gosto do estilo interventivo de Louçã na A.R, eleva um pouco o discurso, sem se pôr em "bicos de pés" como o Nuno Melo do CDS-PP ou o Paulo Rangel do PSD...

Ontem vi a grande entrevista de Judite de Sousa a Manuela Ferreira Leite, terreno hostil para MFL, que esteve sempre na "defensiva", mas que esteve bem, apenas não granjeia a simpatia de mais eleitores porque é uma pessoa "seca de empatias", não recorre aos artificiais "powerpoints" e fala para que todos entendam...
Finalmente QUASE admitiu a participaçao de Cavaco no programa eleitoral do PSD, chutou para canto as questões da Justiça, justificou as suas gaffese justificou as listas tão polémicas e apresentou algumas propostas, tendo até corajosamente previsto um défice de 8% (Eu acredito num valor superior...)!
As propostas passam pelo apoio a "piquenas e médias empresas", os certificados de aforro e o não aumento de impostos, até mesmo a redução ou extinção de alguns deles, gostei de ver, ia preparada e soube movimentar-se em terreno hostil, quando se percebe que a isenção de Judite de Sousa pende para o PS (Sejam lá quais forem os motivos...)!

Dos outros candidatos, Paulo Portas aguarda resultados com campanha Low Cost, à boleia de quem ganhar...
Jerónimo de Sousa é um líder gasto e sem o vigor e fulgor que este País precisa, a própria "cassete" Comunista deveria ser trocada por algo mais actual, como um DVD...

Dos restantes partidos, o MMS surge com propostas interessantes, mas a sua sustentabilidade é frágil na medida em que se a sua representatividade aumentar, serão imediatamente engolidos pelas máquinas partidárias...

Os monárquicos, descobriram que ainda há esperança, para além dos Cãmara Pereira, depois do Movimento Vader na Câmara de Lisboa do 31 da Armada, redondamente enganados na sua vã e ilusória esperança de restauração monárquica, mas em Democracia todos somos precisos!

Sócrates é um produto mediático, as suas estatísticas sempre positivas e a sua autodeterminação na construcção de um Portugal Moderno, podem ser devastadoras ou brilhantes a longo prazo...
A verdade é que já conheci pessoas com as características, o carisma e a personalidades inerentes a Sócrates... E a agenda escondida de objectivos é demasiadamente assustadora para se poder pensar nisso.

MFL e o seu PSD é completamente contra o exibicionismo mediático, Passos Coelho foi o primeiro a debandar das Listas... Mas Santana é produto mediático e Rangel ganhou as Europeias, à tangente, também fruto de elevada exposição por isso... Olha para o que digo e não para o que faço...
MFL defende valores que se têm perdido ao longo dos anos, mas que não reconhecemos nela nos Ministérios das Finanças e da Educação, ganhei alguma simpatia pela senhora, mas não sei se a suficiente para o meu voto...

O que eu queria era que, numa Assembleia um partido pudesse apoiar outro dizendo "É uma boa ideia, vamos lá", no lugar de criticar imediatamente sem propor qualquer alternativa...

Ninguém me convence que não perdemos liberdades todos os dias seja qual for o partido eleito...
Ninguém me convence que não existe consertação de preços de combustível e energia...
Ninguém me convence que as telecomunicações em Portugal não são um roubo...
Ninguém me convence que para tudo em Portugal é necessário compadrios, amigos e cunhas...
Ninguém me convence que não há gente a enriquecer fortemente à custa do contribuinte...
Ninguém me convence que é justo o salário mínimo ser 450 euros...
Ninguém me convence que a Justiça funciona com isenção e celeridade...
Ninguém me convence que o desemprego é "apenas" 500 000 desempregados...

Assim a minha ausência de partidarite beneficia-me com o desemprego (apesar das minhas qualificações), beneficia-me com a exclusão, com a impossibilidade de realizar sonhos e construir uma vida, com património, trabalho e família em detrimento daqueles que sofrem de "Partidarite aguda", a quem tudo é permitido, a quem tudo é fornecido, aos Doutores e Engenheiros com a 4ª Classe, dos Mercedes aos BMW, dos acessores às ajudas de custo, nós pagamos e legitimamos tudo isso, na esperança de sermos contagiados e incluidos nas partidarites de uns e outros!!!

Prefiro isento pensador independente, do partidário amordaçado e conivente!!!

Tenho dito... A distribuição dos meus votos continua no segredo dos Deuses, mas o NULO continua a ser opção!!!

1 comentário:

  1. Aqui também se pensa em votar nulo. Na volta dia 28 ainda nos chamam para formar governo. :)

    ResponderEliminar