27 julho 2008

Julgamentos

Fico muito "indisposto" psicologicamente, quando vejo alguém julgar terceiros sem sequer tentar perceber as suas motivações, ou simplesmente por-se no lugar da pessoa em causa...
É tão mais fácil colar um rótulo e difamar...
O mais grave é quando as pessoas que julgam já cometeram os mesmos erros que os julgados, já sentiram na pele e mesmo assim são os primeiros a apontar o dedo...
Não baixo a cabeça, não me resigno a falsas morais e pessoas hipócritas...Apenas me dói qundo provém de pessoas em quem ao longo dos tempos depositas a tua confiança...
A confiança tira-se, os julgamentos tem recurso e a justiça em Portugal é uma merda...
A minha identidade inconfundível e incontrolável mantém-se...
Tudo na mesma, no excuses, no regrets, no return...

Sem comentários:

Enviar um comentário