14 maio 2007

Importa-se de apagar o cigarro?

Cada dia que passa me sinto mais marginalizado como fumador que sou... fumar é daquelas coisas que me dá tremendo prazer, mas cada vez mais este hábito se torna restritivo.Restritivo no preço, nos sítios onde vais, nas pessoas com quem estás e onde podes fumar. Isto não é liberdade, isto é clara opressão!
Claro que um "Não fumador" imediatamente se insurgirá contra mim com argumentos do tipo:
-"Tens mais probabilidades de contrair uma doença cardio vascular, sofrer de problemas respiratórios ou até mesmo cancro."
-"É muito egoísta da tua parte porque os que te rodeiam não são obrigados a respirar o teu fumo!!!."
-Bla, bla, bla, bla, bla, etc....

Pois é, como o que é mal estipulado incorre numa probabilidade ainda maior de ser muito mal interpretado, a lei imposta pelo governo do Pseudo "engenheiro" Sócrates é o maior prazer de Não Fumadores fundamentalistas, que fazem valer os seus direitos obrigando os outros a prescindir dos seus!!!

Cientificamente falando, (escrevendo!!!) um cigarro fumado, não é mais que uma combustão de compostos orgânicos, maioritariamente no final temos dióxido e monóxido de Carbono e dióxido de azoto, alguns microgramas de cada composto.

Numa fábrica, num meio de transporte motorizado, numa cidade, o consumo de hidrocarbonetos, vulgarmente designados por combustíveis fósseis enviam toneladas destes mesmos compostos (e outros...) para a atmosfera. Ora se pensarmos na Terra como um sistema fechado, em que nada do que cá está sai para o espaço, podemos concluir que todas estas toneladas de compostos nocivos lançadas diariamente vão enchendo esta sala que chamamos planeta Terra.

Então se eu poluo o ar, os outros não???Eu umas microgramas com um cigarro, tu umas toneladas com o teu carro...
Apaga o teu carro... Parece estúpido mas também nunca vi ninguém correr atrás de um autocarro ou de um camião a pedir para parar o motor porque lhe estava a provocar cancro!!!
PÁREM TUDO!!! A TERRA ESTÁ CHEIA DE FUMO!!! Claro que todos te consideram louco depois de uma frase deste calibre... Mas eu, não posso, porque estou proibido de fumar...

Uma versão da Santa Inquisição à século XXI, onde o objectivo de governantes é perseguir uma boa parte da população, manter uns e outros ocupados enquanto os primeiros mandam a "fumaça" que todos os outros juntos não mandam...

Portanto para cada vez que ouvir a frase : "Importa-se de apagar o cigarro!?"- vou responder: "Importa-se de apagar o seu veículo, todo o seu materialismo e estilo de vida baseado em derivados de petróleo?."

O 8 e o 80...Haja pachorra para tanta picuinhice... Fumar Mata!!! E ser atropelado, ou ter um acidente de trabalho, ou rodoviário, NÃO MATA??? Só faz dódói...

Não ter comida, cuidados médicos, água potável, condições básicas de sobrevivência... NÃO MATA???

Afinal pode-se morrer de muita coisa... Tanta coisa que é a única certeza na vida que qualquer um de nós tem...

POR AMOR DA SANTA: DEIXEM-ME FUMAR UM CIGARRINHO!!!

4 comentários:

  1. Eu não fumo e também acho um abuso este novo fundamentalismo anti-tabaco. Acho bem que se criem zonas para fumadores e não fumadores, acho bem que não se fume em hospitais e instituições públicas, claro que acho que quem fuma deve ter algum cuidado se estiver a jantar num restaurante e estiver colado à mesa de outra pessoa que está nesse momento a comer mas daí a entrar neste fundamentalismo já acho ridiculo.

    ResponderEliminar
  2. My friend normalmente concordo sempre contigo em todos os teus comentários, mas desta vez deixas-te o vicio falar mais alto não? Essa comparação é assim um quanto forçada ;) os carros poluem mas é em ambiente aberto como bem sabes, ninguém leva o seu carro e o coloca a trabalhar em ambientes fechados com cerca de 50m^2 quadrados.. quer dizer alguns o fazem quando tem como objectivo suicídio por monóxido de carbono.

    Acredita que a lei faz sentido.Não a conheço ainda no detalhe até porque muito alterada no pormenor antes da aprovação, por ex as discotecas ficaram fora da âmbito os espaços que alegarem não ter condições para aplicar a lei acho que podem pedir uma pseuda licença para espaço de fumador etc, ou seja já nem é carne nem peixe. Já estive na Polónia onde tem uma lei semelhante e as coisas funcionam, todos estão contentes, ninguém sente que a sua liberdade foi ferida. os espaços é que se tem que adaptar e a cultura. Lá por ex existe muito o conceito de bar com pista e que funciona em pisos separados, quem quer dançar e ouvir uma música mais animada não só não pode fumar na pista de dança como inclusive andar a passear de copo ou garrafa na mão, faz sentido quem daqui nunca foi atingido por um banho de cerveja ou uma queimadura de cigarro então andava a "tentar" dançar na pista :) ? Depois todos os restantes espaços com música ambiente, mesas, cadeiras, pode-se beber, fumar e conversar normalmente num ambiente mais apropriado.

    Há muita coisa no ar que faz mal, isso é verdade, mas não podes dizer que por vezes aquela "neblina" que se vê em alguns espaços sem ventilação adequada a pairar é inócua.
    Eu não acho que seja assim uma perseguição fundamentalista, até porque pelos vistos pouco vai mudar, mas pelo menos nos restaurantes ser proibido acho que faz todo o sentido, e fundamentalismo é vir o Miguel Sousa Tavares no seu comentário semanal na Tvi ter esta perola de comentário:

    "O fumo nos restaurantes, que o Governo quer limitar, incomoda muitíssimo menos do que o barulho das crianças.e a estas não há quem lhes corte o pio."


    Um grande abraço e continuação deste excelente blog.

    ResponderEliminar
  3. Era cortar-lhes os braços que deixavam logo de fumar... EHEHHE

    ResponderEliminar